Crianças devem ser tratadas com cuidado e muito amor. Os jovens não são tão fortes como os adultos e ficam vulneráveis a qualquer tipo de crime. Esse fato sozinho é motivo suficiente para não machucá-los. Em qualquer circunstância, é muito errado infligir dor aos filhos. No entanto, uma mulher no Camboja foi presa por sequestrar um bebê e colocá-lo dentro de um saco de lixo preto. Como se não bastasse, a tamanha crueldade com a vítima, a mulher ainda passou uma fita isolante na boca do bebê [VIDEO] para ele não chorar.

A mulher foi identificada como Yin Sotheara, de 34 anos, e estava em uma casa em Phnom Penh, no Camboja, com seus amigos.

Publicidade
Publicidade

Eles estavam jogando cartas quando ela decidiu sair da sala. Segundo informações de imprensa local, por volta da meia-noite, a mulher entrou calmamente dentro do quarto do bebê de 5 meses. A mulher usava fita adesiva para cobrir a boca da criança e colocou-a dentro de um saco de lixo preto [VIDEO]. Para não ser pega com o bebê, ela enrolou em uma corda e desceu a vítima pela janela do quarto. Depois que a vítima já estava do lado de fora da casa, Yin decidiu sair da casa.

Juntamente com o bebê, ela foi embora usando sua motocicleta. Mais tarde, ela recebeu um telefonema dos pais preocupados com a criança. Como resultado, ela imediatamente se sentiu culpada por ter uma criança que não era dela. Então, por volta das 4h da manhã, ela decidiu trazer de volta o bebê para sua casa e deixá-lo lá.

Publicidade

Os vizinhos perceberam que o bebê chorava e o viram dentro do saco de lixo. Felizmente, o bebê não se machucou e sobreviveu ao #sequestro. De acordo com o portal britânico Daily Mail, a sequestradora é mãe de dois filhos. Yin foi levada pelas autoridades quando o crime foi descoberto. De acordo com informações, a sequestradora foi sentenciada culpada pelo tribunal.

Ela foi condenada há 11 anos de prisão. A razão para o referido sequestro é que Yin planejava receber dinheiro de resgate da mãe do bebê. Aparentemente, Yin tinha dívidas e era a única maneira que pensava que poderia pagá-las. De acordo com o depoimento da acusada, ela se defendeu dizendo que gostava do bebê [VIDEO], por isso, tinha cometido o crime. Se o bebê não tivesse sido encontrado cedo, ele teria sufocado no interior da bolsa. O advogado da suspeita disse que pediria a sentença porque não havia nenhuma indicação de que Yin tentasse levar a vida do bebê. O que você pode dizer sobre o crime cometido pela acusada? Compartilhe seus pensamentos na seção de comentários abaixo. #Bebês #Polícia