Publicidade
Publicidade
3

De acordo com os sites City News, Mirror e BBC, um fato extremamente incomum [VIDEO] aconteceu recentemente no Canadá, quando uma mulher encontrou o anel de diamante de sua sogra que havia sido perdido há 13 anos – e o detalhe é que uma cenoura cresceu exatamente por dentro da joia, dando a impressão de que o vegetal estava usando-a.

Em 2004, Mary Grams (que atualmente possui 84 anos de idade) estava trabalhando em um jardim que se encontra dentro da fazenda de sua família, situada na província de Alberta, quando notou que o seu anel de diamante – uma relíquia que ela possuía desde 1951 – havia desaparecido de seu dedo.

Após notar o sumiço, Grams ficou desolada, e começou a procurar desesperadamente pela joia.

Publicidade

Infelizmente, após horas (que acabaram se transformando em dias) de buscas, nada foi encontrado.

Entristecida, a idosa informou apenas o seu filho sobre o fato, e escondeu a situação de todo o resto da família – inclusive do marido, Norman, que morreu há cinco anos sem saber que a esposa havia perdido a joia e a substituído por uma cópia mais barata (ele nunca teria percebido a diferença).

Grams acabou se mudando para a cidade de Camrose, situada a sudeste de Edmonton, e parecia mesmo que o anel havia sido perdido para sempre, até que o bizarro incidente [VIDEO] do reencontro aconteceu.

Cenoura da sorte

Na segunda-feira (14), enquanto estava acompanhada do cachorro Billy, a nora de Mary Grams, conhecida como Colleen Daley, resolveu colher algumas cenouras plantadas no jardim da fazenda (a propriedade já pertence à família há 105 anos) para preparar um jantar.

Publicidade

No momento em que Daley fazia a colheita, notou que um dos vegetais, que estava sujo de terra, possuía um formato estranho, e ela até cogitou em dá-lo como alimento para o cão. Entretanto, a mulher pensou melhor e decidiu colocar a cenoura em um balde junto com os outros vegetais, levando tudo para enxaguar.

Foi então que veio a surpresa, pois a nora de Grams descobriu que o formato #Bizarro do vegetal se devia a uma joia por dentro da qual a raiz havia crescido, e foi comentar sobre o fato com o marido – momento em que ela ficou sabendo da história do anel perdido.

Daley prontamente telefonou para a sogra informando sobre a curiosa descoberta, e a idosa foi até o local para se reencontrar com o seu pertence. Com a família assistindo, Grams lavou o anel com um pouco de água e sabão e colocou-o no dedo: ele serviu perfeitamente, do mesmo jeito quando ela o ganhou de Norman.

Agora, a idosa pretende ser mais cuidadosa, pois afirmou, conforme revelou a rede BBC, que vai guardar a joia em um local seguro quando tiver que sair ou fazer alguma tarefa, acrescentando que era justamente isso o que ela deveria ter feito 13 anos atrás. #Canadá