Segundo os sites da rede BBC e do News Channel 5, uma situação um tanto bizarra teve curso no estado americano do Tennessee, quando uma mulher recém-casada foi presa depois de sacar uma arma escondida em seu vestido de noiva, apontar a pistola para a cabeça de seu marido e atirar para o ar – sendo que todo o incidente transcorreu apenas algumas horas após a cerimônia matrimonial.

A ocorrência teve início quando o Departamento de #Polícia da cidade de Murfreesboro foi acionado para atender a uma chamada no motel Clarion Inn, pois naquele estabelecimento havia um homem e uma mulher causando tumulto.

De acordo com declarações feitas pelo sargento Kyle Evans, quando as autoridades chegaram ao local, foram informadas por uma testemunha de que Kate Elizabeth Prichard, de 25 anos de idade, estava discutindo com seu marido.

Publicidade
Publicidade

Além disso, os oficiais ficaram sabendo por este mesmo declarante que o casal estava bebendo e discutindo fora de seu quarto.

Da lua de mel para a cadeia

A situação chegou ao ponto em que Prichard sacou uma pistola 9 mm descarregada que estava escondida no vestido de noiva. Então, ela apontou a arma para o seu companheiro e puxou o gatilho.

Posteriormente, a mulher chegou inclusive a colocar uma bala no pente da pistola e atirar para cima, fazendo com que as testemunhas que presenciaram a cena fugissem assustadas.

O sargento Kyle Evans disse que os policiais foram até o casal – que não se mostrou nem um pouco cooperativo – para conversar. Quando os oficiais perguntaram se havia alguma coisa fora do comum, foram informados pela dupla de que tudo estava bem entre os dois.

Entretanto, após ouvir os relatos dos espectadores do incidente, as autoridades realizaram buscas e encontraram um invólucro no banheiro do quarto onde Prichard estava hospedada, e constataram que ali dentro estava a pistola – da qual a mulher estava tentando se livrar.

Publicidade

Ainda usando o vestido de noiva, a recém-casada foi algemada, e o marido dela recebeu a informação de que a conturbada lua de mel do casal estava acabando naquele instante.

Kate Elizabeth Prichard foi formalmente acusada de agressão doméstica agravada e precisou pagar uma fiança de US$ 15 mil (quase R$ 47 mil) para poder sair da cadeia.

Segundo o site do News Channel 5, os oficiais da polícia de Murfreesboro disseram que o caso será enviado para julgamento, e que a mulher ainda poderá ser penalizada com encargos adicionais. #investigação #EUA