O violento atentado terrorista ocorrido em Las Ramblas, em Barcelona, no último dia 17, fez um triste saldo de 16 mortes. Na última segunda-feira, o Departamento de Saúde da Catalunha atualizou as informações e confirmou o óbito de uma turista alemã de 51 anos, que não resistiu aos ferimentos.

Em ação semelhante ao que havia ocorrido em Nice, na França, em julho do ano passado, e em Berlim, na Alemanha, em dezembro, um atacante orquestrado pelo Estado Islâmico [VIDEO] avançou em velocidade com sua van sobre a calçada, atingindo populares que frequentavam um dos principais pontos turísticos de Barcelona.

O mesmo comunicado do departamento divulgou que 24 pessoas seguem internadas, sendo 20 delas oriundas do ataque em Las Ramblas e outras quatro de um atentado ocorrido horas depois, em Cambrils, também na #Espanha.

Publicidade
Publicidade

No sábado, cerca de 500 mil pessoas marcharam contra o terrorismo [VIDEO] em Barcelona. Até mesmo o Rei Felipe VI participou da atividade e deu peso à manifestação.

De acordo com as autoridades espanholas, uma célula do EI de cerca de 12 membros arquitetou o ataque em Barcelona. Deste grupo, oito foram abatidos pelos policiais e os outros quatro foram encontrados e posteriormente presos. #Terrorismo