Um homem foi preso após marcar um encontro amoroso com uma menina de 13 anos. O pedófilo foi identificado como Paul Ellis, de 58 anos, que trabalha em uma loja de fichas. Segundo informações, o homem viajou mais de 300 quilômetros para encontrar a vítima. Mas o que o acusado não sabia que não era uma adolescente que ele estava conversando, mas sim caçadores de pedófilos [VIDEO]. Segundo a #Polícia, com o acusado os policiais encontraram vários preservativos e doces.

O homem veio da cidade de Wales para Newcastle, para se encontrar com a suposta vítima após vários meses de conversa on-line. De acordo com a imprensa local, primeiramente ele foi pego por um vigilante da Dark Justice, uma organização que tenta pegar pedófilos posando como crianças on-line, em seguida, o grupo de agentes chamou a polícia e o homem foi preso.

Publicidade
Publicidade

O acusado já havia sido preso há quase dois anos antes pelo mesmo crime. Na época, os policiais encontraram vários registros de conversas sexuais do acusado com meninas e meninos sem seu computador. Na ocasião, o suspeito disse que era apenas uma fantasia dele.

Em setembro do ano passado, ele negou todas as acusações [VIDEO]. Em fevereiro, o julgamento foi adiado e outras acusações foram acrescentadas no processo. O juiz Rhys Rowlands disse que Ellis tinha se envolvido em conversas sexuais com crianças ao longo de vários meses. "Você continuou com o comportamento totalmente depravado, mesmo depois de ter sido preso e compareceu no tribunal. Você viajou até lá na crença de que você iria se encontrar e fazer sexo com uma garota de 13 anos. É bastante claro que você estava bem ciente dos riscos que estava tomando, mas estava determinado a assumir esses riscos mesmo após o envolvimento da polícia e você foi descoberto”, disse o juiz.

Publicidade

Nas conversas trocadas pelo suspeito com a suposta vítima, deixava bem claro as intenções com a garota. A polícia relatou que o acusado trocou fotos sensuais com a garota e marcaram um local para o encontro. Segundo relatos, quando ele chegou próximo ao local do encontro, ele enviou uma mensagem de texto dizendo que ele estava com preservativos. O advogado do acusado disse que seu cliente não se encontrou com nenhuma das vítimas e não trocou mensagens com as mesmas.

O réu, por sua vez, confessou cinco acusações de tentar organizar uma infração sexual infantil na internet em 2015, com 11 ofensas similares consideradas entre janeiro e outubro do ano passado. Ele também admitiu tentando incitar uma criança a se envolver em atividades sexuais [VIDEO] entre agosto do ano passado e abril deste ano. Ele foi preso por quatro anos e dois meses e colocou no registro dos infratores sexuais para a vida. Ele será condenado pela ofensa de Newcastle em um tribunal no Nordeste na segunda-feira (14).

Veja o momento da prisão do acusado

#Pedofilia