O estado do Texas (EUA [VIDEO]) foi atingido pelo furacão Harvey, que perdeu força ao chegar na costa, neste sábado (26). No oceano, ele atingiu a categoria 4 (ventos de até 251 km/h), mas ao alcançar o litoral perdeu intensidade e foi reduzido para categoria 3. Atualmente o Harvey é classificado como categoria 1, com ventos de até 215 km/h.

No entanto, ao mesmo tempo em que o furacão mais noticiado dos últimos anos dava o “ar da graça”, outro fenômeno curioso assombrava a população norte-americana.

Conforme a imprensa internacional, moradores dos estados de Nova Iorque e Virgínia, além dos habitantes da capital Washington D,C,, observaram uma enorme bola de fogo - de cor verde - sobre essas regiões.

Publicidade
Publicidade

Embora a hipótese de #Meteoro seja a mais aceita, profissionais do observatório astronômico [VIDEO] de Toronto (Canadá), que captaram o corpo celeste com ajuda de uma câmera específica, batizada UTSC, salientaram a impossibilidade de identificá-lo.

“A câmera de meteoro #UTSC só captou este vídeo. Nota: Dados brutos não verificados, pode não ser um #meteoro”, escreveram no perfil do Twitter – confira o vídeo.

Todavia, testemunhas do evento, intrigadas com o acontecimento, rapidamente comentaram a emblemática manifestação na rede social. “Acabei de ver uma bola de fogo/meteoro ao norte de mim.Parecia estar indo de leste a oeste.Verde com uma trilha”, destacou Ian Livingston.

Publicidade

Outro residente da cidade Washington também noticiou a ocorrência. “Alguém viu uma bola de fogo brilhante verde sobre DC? Movendo-se talvez leste para oeste?”, indagou Brian Reitz‏.

Ao perguntar se mais pessoas viram uma bola de fogo sobre Washington D.C., o perfil do microblog #ThatPoetryHost, obteve respostas de habitantes de outros estados, que também notaram a mesma coisa. ‏

“Eu vi sobre Virgínia do Norte na I81N em torno de saída 272 era enorme!!!”, respondeu Silio‏.

“Eu vi na Virginia”, disse Clint Vogel‏ - confira na íntegra.

James, que vive em Alexandria (Virgínia, #EUA), também assinalou ter reparado o emblemático astro.“Bola de fogo?Acabei de ver algo assim de Alexandria”, declarou.

Publicidade

Ainda que a procedência do astro continue não identificada, as características do corpo celeste, captado em rápido movimento e em grande altitude, assemelham-se às de um meteoro.

Porém, o aumento da frequência com que estes corpos celestes são vistos na Terra, indica um aparente acréscimo desses objetos no nosso planeta.

Se o ritmo continuar, é possível que em breve vejamos um novo episódio do tipo Cheliabinsk - cidade russa atingida por meteoro em janeiro de 2013. Na época, o episódio resultou em centenas de feridos. Reveja o vídeo.

#Astronomia