Publicidade
Publicidade

O grupo responsável pelos ataques com atropelamentos por véiculos nas cidades de Barcelona e Cambrils [VIDEO] planejavam um ataque com bombas, segundo informações do jornal espanhol El País. De acordo com a publicação, a explosão de um bujão de gás em uma casa usada pelo grupo na cidade de Alcanar frustrou os planos dos terroristas, que teriam então optado por realizar os ataques com os veículos, deixando 13 mortos em Barcelona e uma pessoa morta em Cambrils.

Segundo autoridades da polícia da Catalunha, onde fica Barcelona, a explosão destruiu a casa usada pela célula terrorista, formada por jovens supostamente ligados ao grupo terrorista Estado Islâmico (EI).

Publicidade

De acordo com o noticiado, a polícia espanhola encontrou traços do explosivo TATP, que seria usado pelos terroristas para um ataque de maiores proporções.

Após os ataques, cinco homens foram abatidos pela polícia em Cambrils. Quatro outro suspeitos foram detidos, e um continua foragido. De acordo com as autoridades, o marroquino Younes Abouyaaqoub, ainda não encontrado, teria sido o responsável por dirigir a van que invadiu a rua turística de La Rambla, na região central de Barcelona [VIDEO]. Anteriormente, veículos de mídia noticavam que o responsável por dirigir o veículo era o também marroquino Moussa Oukabir, de 17 anos, um dos mortos na operação policial. #Espanha #Terrorismo #FC Barcelona