Publicidade
Publicidade

A #Venezuela, país da América do Sul, está vivendo nos últimos anos momentos muitos tensos na sua política e economia. Enfraquecida no cenário internacional e vivendo longos meses de crise econômica e financeira, os venezuelanos estão tendo surpresas desagradáveis todos os dias, seja na imprensa ou nas ruas. A novidade é que parece que o #Terrorismo chegou de vez para assustar os nativos.

Em um vídeo gravado em um local desconhecido [VIDEO], um grupo de homens armados ameaçou o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, dizendo que "o governo delinquente sairá à bala". A #gravação está sendo divulgada por meio das redes sociais e ainda não se sabe de onde ela surgiu.

Publicidade

Os nativos da Venezuela têm publicado na internet mensagens de socorro, afirmando que não está fácil permanecer vivendo sob tamanha pressão.

"O que passamos aqui é difícil e ainda temos que sobreviver com essas mensagens macabras. Não sei mais o que fazer", escreveu uma pessoa pelo Twitter.

Os brasileiros também postaram textos se solidarizando pelos 'irmãos' latino-americanos.

"Espero que Deus ajude os venezuelanos. Terrorismo é algo muito sério e não entendo como a humanidade chegou nesse nível", postou um internauta na rede social.

Terroristas pedem que a queda do presidente por causa da corrupção

Na gravação [VIDEO], o grupo armado denominado de 'Resistência' afirmou que querem partir para a prática da 'Operação David'. A intenção deles é que coloquem Nicolás Maduro para fora do poder, nem que seja matando o governante.

Publicidade

"Somos um grupo de profissionais militares, ativos e aposentados. Estamos organizados e e armados.

"Decidimos dar o passo à frente como parte da Operação David com a finalidade de contribuir com a liberação do nosso povo", esclarece o homem que toma a frente do vídeo, segurando uma arma, ao lado de seus comparsas.

Na gravação, ele diz que a intenção da 'Resistência não é dar um golpe de estado no país, e sim recuperar a democracia e estabelecer um regime de paz.

"Todos temos o dever de recuperar a pátria para que a Venezuela deixe de ser um Estado narcoterrorista", garante o homem que não se identificou, usando um capuz preto e roupas que cobrem todo o corpo. As outras pessoas da gravação se vestem da mesma forma.

De acordo com o terrorista, a Venezuela, por meio de seu Alto Comando Militar, deixou com que a corrupção se instalasse no governo e em suas instituições. Para a 'Resistência' isso foi um dos motes do tráfico de drogas, armas, quebra do pacto dos direitos humanos e condução de um regime de tortura e ditatorial.

Os homens do vídeo não acreditam serem criminosos e condenam os crimes causados pelo regime atual.

Assista a um vídeo de comentários sobre a situação da Venezuela e a ameaça terrorista abaixo: