Publicidade
Publicidade

Um acidente trágico, e porque não dizer macabro, ceifou a vida de uma mulher que tinha acabado de dar à luz a sua terceira filha [VIDEO]. A jovem mãe morreu esmagada logo depois de deixar a sala de parto. De acordo com as mídias internacionais, Rocío Cortés Núñez, de 25 anos, uma jovem mãe espanhola, morreu esmagada num #Elevador no Hospital Valme, em #Sevilha, sul da Espanha. A tragédia aconteceu este domingo, 20 de agosto, e uma investigação foi iniciada para determinar as causas do acidente.

Partida ao meio

Segundo Jose Garcia, a esposa tinha acabado de passar por uma cesariana para dar à luz a terceira filha, que se chama Triana.

Publicidade

O casal já tinha 2 filhas, Rocío e Carmem. Logo depois do parto, a sua esposa foi colocada em uma maca e um dos enfermeiros iria levá-la para o terceiro andar do hospital, para uma sala de repouso.

Porém, quando o enfermeiro entrou com a maca em um dos elevadores, ele travou. Então ele tentou retirar a maca mas, devido a uma pane mecânica, o equipamento subiu mesmo com as portas abertas e esmagou a mulher no teto do elevador. Metade do corpo dela ficou para fora do equipamento e a outra metade dentro do mesmo.

Médicos e socorristas ainda tentaram salvá-la, mas infelizmente, devido a gravidade dos ferimentos, ela não resistiu e veio a óbito.

José contou que estava próximo ao local e, ao ouvir o estrondo, correu para ver do que se tratava e deu de cara com sua esposa esmagada pelo elevador.

Publicidade

Garcia contou que ficou em estado de choque [VIDEO] e que não sabia o que fazer. Ele contou que os médicos disseram que sua esposa foi partida ao meio, uma morte brutal dentro de um hospital.

O marido da vítima afirmou que se sua filha recém-nascida estivesse com a esposa, também teria morrido, mas ela havia sido levada para outro hospital por ter nascido com problemas cardíacos.

Pessoas que estavam no hospital e até mesmo funcionários da instituição de saúde disseram que foi uma cena de filme de terror. Muitas pessoas passaram mal e outras chegaram a desmaiar diante da tragédia.

O enfermeiro disse que assim que o elevador começou a subir com as portas abertas, ele apertou várias vezes o botão de emergência, mas não obteve êxito.

Manutenção

Na ocasião do acidente, a direção do hospital confirmou que a manutenção dos equipamentos estava em dia. A ministra da Saúde regional, Mariana Alvarez, garantiu que o elevador tinha sido alvo de uma inspeção no dia 12 de agosto e havia passado os testes de segurança. #Maternidade