Publicidade
Publicidade

Dana Vulin ganhou as manchetes de todo o mundo, após ter sido #queimada viva por outra mulher. Agora com 32 anos, a australiana conta sua história, após sua vida mudar em fevereiro de 2012, quando Natalie Dimitrovska a acusou de ter um caso com o marido dela. Dana foi atacada e as queimaduras que sofreu foram tão graves que pelo menos 60% de toda a sua pela foi queimada. O problema é que a tal traição não havia sido recente. Natalie culpou Dana por ter feito sexo com o marido dela há 25 anos, em uma festa. Mesmo assim, a australiana garante que não se lembra de ter feito sexo com o dito cujo.

Acusada de traição é queimada viva na Austrália e dá volta por cima

O caso repercutiu, após Dana quebrar o silêncio e dar uma importante entrevista para o tabloide britânico 'The Sun'.

Publicidade

Aqui no Brasil', a história da suposta traição que acabou com uma das vítimas queimadas foi dada com destaque pela coluna 'Hora 7', do portal de notícias R7. Após ser atacada e quase morrer, Dana Vulin decidiu contar todo o seu drama em um livro, intitulado 'Vale a Pena Lutar'. Ela agora ajuda outras mulheres, que assim como ela, foram vítimas de violência doméstica.

Traída teve ajuda de amigo para achar traidor e amante foi ameaçada até de estupro

Natlie e um amigo, identificado como Daniel Stone, invadiram a casa de Dana à procura do marido dela. Enquanto perguntavam sobre o seu paradeiro, Daniel, inclusive, dizia que mataria e estupraria a suposta amante, que estava apavorada e descrente com tudo o que via.

Saiba como traída botou fogo em amante para ter vingança após 25 anos

Foi aí que a mulher traída pegou uma garrafa que continha um produto de limpeza, retirou a tama e jogou em cima dos peitos, braços e rosto da mulher.

Publicidade

A casa de Dana, é claro, rapidamente entrou em chamas. Ela lembrou na entrevista ao 'The Sun' que aquele foi um momento horrível e que ela tentava se proteger. No momento do ataque, apenas seus seios estavam tapados, já que ela estava em casa e sozinha, no momento em que se preparava para dormir. "Apenas meus seios estavam protegidos pelo meu minúsculo sutiã", conta.

Conheça a história de Dana Vulin, a mulher queimada viva por conversar com marido da outra há 25 anos

Dana reagiu como podia. Desesperada, ela começou a rolar pelo chão, mas o fogo apenas aumentava. Ela sequer conseguia pensar diante de tamanha dor. Enquanto procurava ajuda, sua pele saía de seu corpo. Um homem a salvou. Natalie Dimitrovska foi condenada a 17 anos de prisão em 2015.

Veja abaixo uma foto que mostra a mulher que foi queimada viva atualmente. Como pode ser observado, mesmo após tudo o que aconteceu, ela ainda continua uma jovem muito bela.

#É Manchete!