Publicidade
Publicidade

Na província rural de Phetchabun, na Tailândia, Naiphum Promratee, de 36 anos, resolveu pendurar tigelas de arroz no recinto do animal usando uma corda, quando, de repente, foi arrastado e abocanhado pela fera de mais de 110 kg.

Numa desesperada tentativa de se livrar da força do animal, o homem gritava por socorro! Muito ferido, perdia as forças. Amigos dele, que presenciaram a cena, tentaram de várias formas afugentar o urso, que, em um claro sinal instinto de autodefesa somado a fome, não queria parar.

Publicidade

Uma porção de água fria e pedras de vários tamanhos foram arremessados. Outro recurso que utilizaram foram bastões. Porém, as cutucadas na cabeça e no lombo do animal não surtiram efeito.

O homem, desmaiado e com pedaços de pele soltos, foi resgatado e levado ao hospital gravemente ferido.

Um dia antes do #Ataque, o abade chefe do templo, Wat Luang Phor Lamai, havia informado que alguns animais estavam com fome porque não receberam comida suficiente.

Publicidade

Cinco amigos que estavam com Promratee fizeram tudo o que puderam para salvá-lo. Por fim, surpreendentemente, um dos amigos que o acompanhava jogou uma barra no urso e o homem consegui se desvencilhar. Ele agora se recupera dos ferimentos que dilaceraram seu corpo. Várias ranhuras das garras do animal puderam ser vistas no corpo de Promratee.

O urso está entre outras criaturas que são criadas por monge no tempo. O homem tinha ido lá justamente para brincar com o que não devia.

Bpae Permpoonsap, de 60 anos, que é membro do serviço de resgate disse: ‘’Chegamos e encontramos o homem gravemente ferido. Ele estava com seus amigos e queria alimentar os animais, mas teve a sorte de sobreviver. Está no hospital agora e capaz de conversar’’.

A criatura é alimentada, mas não satisfatoriamente. Um dos monges disse que os alimenta com javalis da região. Por fim, implorou ajuda a comunidade para alimentar seus ''hóspedes''.

Cenas impressionantes de ataque de urso já foram flagradas no Canadá.

Publicidade

Outro acontecimento perturbador foi a do jovem que revelou ter sobrevivido depois de ter lutado com um urso por nada menos do que três longas horas.

''Todo cuidado é pouco''

A frase acima, que caiu no ditado popular há anos, serve para ilustrar também a importância de se dar atenção às normas de #Segurança impostas por um zoológico, por exemplo. Há sempre placas próximas que indicam para que as pessoas não se aproximem demais dos animais, até mesmo daqueles considerados mansos.

Dar um pedaço de comida ou até mesmo tirar uma foto lado a lado com um urso, nem pensar. Manter uma distância segura é crucial para não ser vítima de um ataque de sérias proporções como o deste artigo. O final só não foi mais triste por esse milagre.

Os humanos devem respeitar o espaço dos animais. Alimentá-los adequadamente, principalmente. Algo que não foi levado em muita consideração neste caso ocorrido na Tailândia, berço de um dos mais belos cenários e ecossistemas do mundo. #Meio Ambiente