Publicidade
Publicidade

Crimes bárbaros acontecem todos os dias. No entanto, alguns deles acabam tendo grande repercussão não apenas no Brasil, mas também no mundo. De acordo com informações do site da Revista Isto É, em matéria publicada neste sábado (26), uma mulher foi vítima de estupro coletivo por outros quatro homens em uma famosa praia da região de Rimini, na Itália. O abuso coletivo teria acontecido na noite de sexta-feira (24), após o companheiro dela ser brutalmente espancado pelos criminosos.

Turista é estuprada por 4 homens em praia da Itália e marido apanha de bandidos

O abuso coletivo, segundo informações de portais de notícias internacionais, teria sido cometido por outros quatro homens.

Publicidade

A polícia diz que os estupradores também podem ser estrangeiros e que por características dadas teriam vindo de um país do Norte da África. O casal que sofreu o crime era de origem polonesa e estava passando a noite na praia italiana, em um encontro romântico, quando tudo aconteceu.

Após sofrer estupro coletivo em praia italiana, mulher é hospitalizada. Estupradores estão foragidos

Casos como o que ocorreu na praia italiana acabam repercutindo em todo o mundo. Segundo a matéria do site da Revista Isto É, o homem e a mulher do caso estão hospitalizados e muito fragilizados com tudo o que houve. Os agentes de segurança italianos agora buscam por quem teria cometido essa tamanha agressividade contra a mulher.

Estupro coletivo na Itália aconteceu na frente do marido, que levou surra após tentar salvar mulher

De acordo com fontes policiais locais, a mulher foi estuprada na frente do marido, que acabou ficando muito ferido.

Publicidade

O abuso contra ela, que também não teve a identidade revelada, aconteceu enquanto os dois faziam um passeio noturno pela praia de Miramare. Apenas nas primeiras horas da manhã, quando tudo tinha acabado, o casal conseguiu encontrar agentes da polícia local.

Jovem de 16 anos sofreu estupro coletivo por mais de 30 homens no Rio de Janeiro

A discussão do estupro coletivo aqui no Brasil ganhou força no ano passado, logo após os jogos olímpicos do Rio de Janeiro. Na ocasião, uma menina de dezesseis anos disse ter sido abusada sexualmente por mais de 30 homens em uma favela local. Ela entrou no Programa de Proteção à Testemunha e acabou mudando de identidade e de estado. Em entrevista ao jornalista Roberto Cabrini, a adolescente revelou que sua vida acabou depois do abuso que sofreu. #Turista estuprada #Crime na praia