No último domingo (30), John Whichelow acompanhou o festival aéreo (Skyfest) no município de Spokane, no estado de Washington (#EUA). Contudo, além de filmar a exibição da tradicional patrulha acrobática da Força Aérea Americana, chamada Thunderbirds, ele captou supostos objetos voadores não identificados (ovnis/UFOs) voando próximos aos aviões.

O caso, apesar de recente, repercutiu na internet depois de ser noticiado pela emissora estadual KHQ, filiada a conceituada rede televisiva NBC, responsável por expor a gravação de Whichelow, que fez questão de procurar a estação de TV para mostrar o vídeo – confira a manchete.

Conforme o sujeito, essa foi a primeira vez que ele observou uma atividade anômala no céu do município.

Publicidade
Publicidade

"Nunca capturei nada assim", confessou.

Entretanto, ele revelou não ter reparado nos objetos durante a apresentação da Força Aérea Americana. Salientou notar as curiosas estruturas somente depois de algum tempo, ao conferir o vídeo das acrobacias.

Para ele, a velocidade dos ovnis superava a das aeronaves. “Parece que estavam se movendo incrivelmente rápido desde que o locutor disse que esses jatos estavam indo a 500 mph [804 km/h] e eles pareciam lentos em comparação [aos UFOs]", avaliou.

Embora seja impossível descobrir a natureza dos objetos, a gravação expôs o surgimento de uma estrutura aparentemente branca, numa velocidade estrondosa, nos primeiros cinco segundos de filmagem. Seria praticamente impossível constatar a pretensa nave, se não houvesse a opção slow motion (câmera lenta) na filmagem.

Publicidade

Pouco tempo depois, aos 36 segundos de ação, outro objeto, dessa vez de cor escura, apareceu voando a uma curta distância do Thunderbird.

Apesar dos ovnis serem apenas objetos de origem desconhecida, podendo ser produto militar experimental, satélite, drone ou outra coisa qualquer, Whichelow não descartou a chance de ter gravado naves extraterrestres durante o evento.

“Carl Sagan disse que há mais estrelas lá fora [do que] grãos de areia na praia. E se há muitas estrelas, e muitas são mais velhas do que a nossa, por que não a possibilidade de que alguém [aliens] tenha chegado até aqui", declarou à emissora.

Com objetivo de esclarecer a situação, a emissora procurou ufólogos do National UFO Reporting Center, com sede em Davenport, Flórida, afim de obter uma avaliação profissional do episódio.

Porém, os pesquisadores suscitaram a necessidade de mais evidências, antes de opinarem a respeito.

Confira o vídeo e a reportagem produzida pela emissora.

#Bizarro #avião