Publicidade
Publicidade
2

Segundo reportagens publicadas pelos sites Independent e Lincolnshire Live, Jasmine Beever, uma adolescente de 16 anos de idade do Reino Unido [VIDEO], faleceu devido a complicações advindas do transtorno psiquiátrico que ela possuía. Costumeiramente, a garota comia seus próprios fios de #cabelo – condição conhecida pelo termo científico tricotilofagia –, e tristemente a prática lhe custou a vida.

O grande problema relacionado ao consumo de cabelo é que o organismo dos seres humanos não é capaz de processar este tipo de substância. Como consequência, com o passar do tempo os fios vão se acumulando tanto dentro do estômago quanto do intestino, o que acaba por formar uma massa que pode obstruir o sistema digestivo.

Publicidade

Esta é uma condição médica considerada grave, e é comumente chamada de Síndrome de Rapunzel.

Agravamento de quadro clínico

No caso de Jasmine Beever ocorreram ainda mais agravantes, uma vez que o acúmulo capilar dentro do corpo dela acabou infeccionando através da ação de microrganismos nocivos, o que, por sua vez, levou ao desenvolvimento de uma úlcera que se rompeu. Isso fez com que os agentes patogênicos anteriormente contidos fossem lançados por todo o organismo da jovem britânica, causando falência em seus órgãos vitais.

A Síndrome de Rapunzel é reversível apenas através de cirurgia, sendo que a intervenção se faz necessária antes que complicações mais sérias além da obstrução intestinal apareçam. Infelizmente, Jasmine não deu sinais de que estava doente até que perdeu a consciência enquanto estava na escola.

Publicidade

A adolescente – que havia participado do funeral de seu avô dias antes de ela mesma morrer – vivia na cidade inglesa de Skegness, e foi levada às pressas para um hospital local onde os socorristas conseguiram reanimá-la por 15 minutos. Entretanto, a infecção se mostrou letal, e a jovem estudante acabou falecendo.

Através de uma autópsia, descobriu-se que Jasmine havia desenvolvido a chamada peritonite – inflamação de uma fina membrana que reveste tanto a parede do abdômen quanto os órgãos alojados nesta cavidade corporal.

Segundo o Lincolnshire Live, a mãe da garota, Michelle Shaw, afirmou que todas as pessoas que conheciam a sua filha [VIDEO] estão "em estado de choque", e em uma publicação divulgada no Facebook por uma amiga da família, identificada como Donna Marshall, foi dito que Jasmine costumava sugar e engolir seu próprio cabelo há anos. #Reino Unido #Europa