Publicidade
Publicidade

Uma mulher foi retirada à força de um voo da Southwest Airlines quando, no momento de decolar, alegou que não poderia viajar ao lado de dois cães, que também estavam a bordo, por ser alérgica aos bichinhos. O caos se instalou dentro da aeronave com a passageira exigindo a retirada dos animais alegando estar passando mal devido a uma alergia severa. De acordo com a NBC, em nenhum momento ela apresentou um atestado médico comprovando sua real condição de saúde.

Um dos passageiros do voo, Bill Dumas, aproveitou para filmar a discussão, além de contar a NBC que a passageira gritava não poder ficar perto de cães por causa da alergia mortal que a acometia, inclusive solicitou ao comandante de bordo uma injeção para aliviar os sintomas da alergia.

Publicidade

Porém, o funcionário da aeronave negou, explicando que ela não apresentou nenhum documento médico. Porém, foi-lhe dada outra alternativa, ela poderia retirar-se do avião, coisa que recusou aos brados.

Um porta-voz da companhia aérea explicou que a passageira foi alertada várias vezes da possibilidade de ser expulsa do voo caso insistisse na retirada dos animais, segundo a política da empresa, o passageiro será impedido de viajar se não apresentar comprovação médica da doença. No caso em questão, foi preciso chamar as autoridades locais para retirar a #Mulher do voo, pois ela recusava-se a obedecer. Os outros passageiros ficaram bastante assustados, incluindo os cãezinhos, mas depois viajaram tranquilamente com seus donos.

A Southwest Airlines publicou um comunicado lamentando profundamente o incidente desagradável.

Publicidade

"Ficamos destroçados como a situação foi resolvida", dizia a nota. Eles ainda pedem desculpas publicamente à mulher e afirmam que irão procurá-la para prestar solidariedade. A nota encerra dizendo que a companhia citada foi construída com o apoio dos clientes e o objetivo da mesma era a segurança de seus passageiros.

Esse fato não é isolado, vários casos envolvendo passageiros dentro de aeronaves já foram noticiados no mundo todo, como o exemplo do avião da American Airlines, no ano passado, quando ia do Brasil para Nova York. O piloto foi obrigado a fazer um pouso emergencial no "#aeroporto Internacional de Brasilia", por causa de um casal que começou a brigar violentamente. As autoridades foram contactadas e os briguentos foram expulsos do voo. A aeronave foi autorizada pela Inframerica a seguir viagem, pois segundo eles não foi cometido nenhum crime. #Cachorros