Catrina Young, de 31 anos, havia se casado há somente 20 dias, quando descobriu o que menos poderia esperar. Ela era divorciada e tinha três filhos quando conheceu Christopher Lander, da mesma idade que ela. A jovem inglesa voltou a acreditar no amor e ainda antes de se casar novamente, ela teve um quarto filho com este homem. No entanto, sua felicidade não durou muito e foi interrompida, quando a polícia deteve Christopher, com acusações de crimes muito graves. Foi aí que ela descobriu que estava sendo estuprada pelo próprio #Marido.

A polícia deteve o homem apenas 20 dias após o casamento e durante a investigação, eles contataram Catrina, para informá-la de outro crime.

Publicidade
Publicidade

Inicialmente, ele foi implicado por baixar e compartilhar pornografia infantil. A esse grave crime de pedofilia, se juntaram outros, até que também a esposa foi envolvida na cena do crime. Os investigadores levaram o computador de Lander e, dentro de alguns dias, retornaram à casa de Catrina, em Ipswich, revelando que eles haviam encontrado vídeos de como o homem a #estuprava enquanto ela dormia.

"Não posso acreditar que eu estive casada com esse monstro", disse Catrina, agora mãe de quatro filhos. "Eu me sinto enojada, chateada. Ele me fez sentir segura e até falamos sobre o quanto nós odiamos os pedófilos, e ele acabou sendo um", criticou ela, sabendo que seus filhos estiveram sempre próximos desse homem, em quem ela acreditou e por quem ela se apaixonou, após seu primeiro casamento não ter dado certo.

Publicidade

Depois de verificar a existência de material pornográfico no computador de Lander, a polícia verificou na hipótese de violação e perguntou a Catrina se eles não teriam uma espécie de jogo sexual, que pudesse incluir "desmaio". Para a jovem esposa, nada disso fazia sentido, até porque ela considerava que eles estavam tendo uma vida sexual normal. No entanto, os investigadores insistiram que ele poderia estar a estuprando, enquanto ela dormia. " Ainda não sei com certeza, mas eu encontrei sedativos no armário do banheiro que eu acho que ele pode ter usado ", disse Catrina.

No entanto, isso já não vai dar para provar, uma vez que as drogas já não estão mais em seu organismo, seu efeito já passou. Porém, ela recordou que se sentia muitas vezes com sono e cansada durante a tarde, e ia dormir cedo, recordando que ele costumava preparar bebidas para ela. A partir daí, tudo fazia sentido e os vídeos poderiam mesmo provar que ela estava sendo estuprada, pelo recém marido.

E assim, de um momento para o outro, toda a felicidade de Catrina ruiu. "Quando nós tivemos nosso filho, ele parecia o pai perfeito, eu estava orgulhosa dele. Ele me ajudou com as mamadeiras, fraldas e levando as crianças para a escola", disse ela.

Christopher Lander se declarou culpado de várias acusações de pedofilia, abuso sexual e ameaças de morte e está aguardando agora por julgamento. #Pedofilo