Publicidade
Publicidade

Foi com enorme emoção que Jake Coates se despediu do amor de sua vida. O jovem marido prestou um tributo emocional a sua falecida esposa, durante aquele que deveria ter sido seu primeiro aniversário de casamento. Infelizmente não o foi, porque Emmy Collett faleceu demasiado cedo, por culpa de um #câncer de tireoide. Ela tinha somente 31 anos e deixou um marido arrasado, com sua perda, em Londres, na Inglaterra.

Eles se conheceram na escola, quando tinham somente onze anos. Eles se casaram em setembro de 2016, dias depois de receberem notícias devastadoras sobre a doença de Emmy. Sem saber quanto tempo ela tinha de vida, eles avançaram com o casamento, que não durou nem um ano.

Publicidade

Ela morreu em junho passado, e Jake diz que está sentindo sua falta "mais do que nunca".

Um ano após ele ter dado o nó com a mulher de sua vida [VIDEO], Jake escreveu um tributo comovente na sua página do #Facebook: "Há um ano, eu não conseguia dormir. Eu estava demasiado excitado que eu iria me casar com essa garota, o amor da minha vida, pela manhã. Não houve um dia que passamos juntos, que eu não questionei por que alguém como você escolheria alguém como eu, mas eu sempre serei grato por você me ter escolhido. Nós fizemos a melhor equipe. Sinto sua falta mais do que nunca, minha linda garota".

Como eles se conheceram

Jake e Emmy se conheceram na escola e ficaram sempre juntos, até que se afastaram, quando ingressaram na faculdade. Em 2015, eles se reencontraram e sabiam que aí, seria para a vida toda.

Publicidade

Ele era médico em Sydney, na Austrália, e ela era professora, em Londres, na Inglaterra. Apesar de toda a distância, eles nunca mais se largaram e fizeram de tudo, para voltarem a ficar juntos. Inicialmente, eles falavam todos os dias pelo Facetime, até que conseguiram ficar mesmo juntos.

Infelizmente, sua felicidade plena durou somente seis meses, até que eles receberam a notícia sobre o câncer de Emmy. Após ser diagnosticada com o tipo raro de câncer, ela percebeu que seus "problemas intestinais de longa data eram devido ao nível extremamente elevado do hormônio, a calcitonina, secretado pelas células cancerígenas". Se isso tivesse sido diagnosticado antes, ela poderia ter sobrevivido.

Ela morreu aos 31 anos, mas viveu com Jake uma história de quase 20 anos. "Nós rapidamente nos tornamos namorados de infância", havia revelado Emmy, após retomar seu relacionamento com Jake. No entanto, em junho desse ano, Jake confirmou a notícia mais dolorosa, na sua página do Facebook: "Sinto-me totalmente perdido e vazio sem ela.

Publicidade

Eu não consigo olhar para o assento do passageiro, enquanto dirijo o meu carro, sem sentir a dor mais profunda se espalhando pelo meu peito. Ela era meu norte, meu sul, meu leste, meu oeste. A razão pela qual queria acordar todas as manhãs e ser uma pessoa melhor".

Veja algumas fotos do casal:

#homenagem