Publicidade
Publicidade

Um transgênero americano deu a luz seu primeiro filho no mês de julho. Segundo, ele o bebê é muito tranquilo. Trystan Reese, de 34 anos, engravidou do companheiro Biff Chaplow e hoje, ao lado dele, curte seu filho biológico, que nasceu há dois meses. Isso não é mais novidade para ninguém, pois a novela “#A Força do Querer”, de Glória Perez, mostra a sofrida trajetória de Ivana (Carol Duarte), que nasceu no corpo de uma menina, mas nunca se aceitou.

Na atual fase da novela, a moça luta contra o preconceito da família e tenta fazer a transição. Contudo, no meio do caminho a surpresa, descobre-se grávida do ex-namorado Claudio.

Publicidade

No caso de Trystan a decisão de ter um filho foi planejada. Em entrevista ao portal de notícias G1, ele disse que foi necessário parar de usar hormônios por uns tempos até conseguir engravidar. O americano de 34 anos já tinha feito a transição há anos para ser um homem e garante não estar arrependido, pois a gestação foi bem tranquila e só reclamou da azia.

"Foi um pouco estressante, porque ficar grávido é estressante para qualquer pessoa", afirmou Trystan, que ainda conta ter ficado bastante atento a todo o processo gestacional evitando ficar nervoso para não arriscar a gravidez e também não interferir em seu relacionamento com o parceiro.

O parto

Trystan e Biff vivem em Portland, no Oregon, nos Estados Unidos. Eles são pais adotivos de outras duas crianças e contam que por lá as pessoas são abertas, não ligam muito para a vida dos outros, ou como vivem.

Publicidade

Porém, quando decidiram ter um filho biológico, chamaram atenção da imprensa internacional. Com isso, foram execrados nas redes sociais. No final da gravidez, o americano se sentia incomodado em sair à rua, os olhares das pessoas o incomodava porque era muito "óbvio" que estava grávido.

O casal teve o acompanhamento de uma equipe médica previamente treinada e na hora do parto tudo ocorreu com o previsto, Leo nasceu no hospital dia 14 de julho, pesando quase 5 kg, na presença da mãe de Trystan, da sogra e de seu companheiro, que postou uma foto dos dois com o bebê nos braços. "Pai grávido, nove meses, um bebê e uma família muito feliz", dizia na legenda.

Transição

Trystan explica que se sentia um homem num corpo de mulher e passou a tomar testosterona ainda no ginásio, percebendo que em seis meses transformou-se em homem. Foi muito difícil, mexeu bastante com suas emoções, mas valeu a pena, afirmou.

Ele ainda disse que não fez a cirurgia de retirada da genitália porque não pretendia ficar igual ao parceiro. Hoje dá graças a Deus por ter conservado seu útero, assim pode ter seu filho biológico. #Transgênero #Bebês