Publicidade
Publicidade

Para quem vive no #Japão, o hábito de estar precavido em muitos sentidos é uma preocupação constante. Uma vez que o Japão já passou por várias catástrofes naturais, cresce ainda mais a preocupações com terremotos futuros previstos por especialistas, que tem alertado a população através de estudos sobre grandes desastres que podem ocorrer devido ao atrito entre placas tectônicas que compõe o continente asiático, mais conhecido como Anel de fogo do pacífico. Formada pelas extremidades das placas tectônicas, o Japão (dentre outros países) está em uma dessas extremidades, o que o torna mais vulnerável a tremores, devido a movimentação destas placas.

Publicidade

As crianças são orientadas desde muito cedo a como se proteger em caso de um terremoto ocorrer. Também na mídia em geral sempre é possível encontrar informações sobre como se precaver. Todos os morados do Japão são orientados a ter um kit básico de emergência em casa, para o caso de uma catástrofe natural ocorrer.

Para qualquer risco que possa ocorrer à população, as operadoras telefônicas também atuam junto as redes de emergência, enviando mensagens de evacuação para moradores de zonas afetadas, diretamente no celular de cada indivíduo na zona de risco. Seja por risco de uma enchente, tufão ou ataque de míssil. O Japão tem uma longa experiência com situações de risco, o que fez o país querer se precaver num todo contra futuras ameaças a população.

Para quem deseja por exemplo ser avisado com mais frequência sobre terremotos, existe um aplicativo chamado Yurekuru, o qual informa todas as localidades de terremotos, sendo que se a pessoa estiver no local onde um abalo sísmico esteja ocorrendo, logo o alarme do celular soa com a intensidade do tremor e tipo de precaução a se tomar no momento.

Publicidade

Também há agilidade no resgate de vítimas de desastres e muita organização, mesmo em caso de evacuação da população em áreas de risco. Em todas as cidades, há avisos de locais onde há abrigos de emergência para evacuação, as ruas são sinalizadas com placas guiando ao local de abrigo mais próximo.

Para os estrangeiros que residem no Japão, as informações principais de emergência são distribuídas em vários idiomas, o que comprova ainda mais a preocupação do Japão em relação a precaução. Embora seja um país de cultura muito peculiar, tem abraçado muitas nacionalidades que residem e constroem suas famílias.

O Japão faz questão de manter certas marcas de desastres ocorridos anteriormente como símbolo de que não se deve esquecer o passado e em homenagem aos que se foram, mas também como uma lembrança de que se deve estar o mais precavido possível. #vida