Algumas histórias trágicas são verdadeiramente tristes. A do peruano Alejandro Ramos Martinez, por exemplo, chocou muita gente. Ele é um #Mergulhador e sempre tinha o hábito de mergulhar em águas profundas. Após fazer isso milhares de vezes em sua vida, em um determinado dia, Alejandro acabou sofrendo um incidente [VIDEO].

Ele subiu muito rápido das profundezas do oceano. No geral, quando isso ocorre, a pessoa morre, mas Ramos Martinez sobreviveu. Seu corpo, no entanto, ficou completamente deformado e hoje ele tem que conviver com uma doença assustadora, conhecida como doença de descompressão.

Mergulhador descobre doença da descompressão e fica com o corpo todo deformado

É comum que ninguém volte para contar como é sair as águas profundas do mar rápido.

Publicidade
Publicidade

Geralmente, existem estágios, a fim de acostumar o corpo com toda a mudança.

Para o mergulho, os profissionais usam nitrogênio e, como Martinez fez tudo muito rápido, entrou mais nitrogênio em seu corpo do que esse era capaz de suportar. Resultado, ele teve uma intoxicação com o gás. Não demorou muito para que problemas de saúde evidente fossem vistos no homem, que agora divide com todos o seu grande drama.

Deformado, mergulhador que saiu do mar rápido demais pede socorro e diz que não aguenta mais

Alejandro trabalhava fazendo a coleta de frutos do mar. Ele os pegava para revender e sustentar a família. Agora, por conta do problema, o trabalhador teve parte do corpo completamente deformada e não vai mais poder continuar fazendo os tais mergulhos, pois não tem mais condições físicas para isso.

Publicidade

O caso ocorreu no Peru e foi noticiado aqui no Brasil pela coluna ‘’Hora 7’’, do portal de notícias R7. O peruano agora faz um apelo para tentar encontrar algum tipo de ajuda e garante não aguentar mais passar tantas necessidades.

Os males causados pela doença de descompressão, uma das coisas mais temidas pelos mergulhadores

O nitrogênio inchou o seu corpo. Além do visual, digamos, deformado, Martinez convive com dores fortíssimas e constantes problemas de falta de ar e cansaço. O efeito é conhecido como doença de descompressão, e é um dos perigos mais temidos pelos mergulhadores.

Ele já acabou matando muitos deles. No caso do peruano, desde que houve o problema, ele ganhou 30 kg e, segundo os médicos, tudo ocorreu de maneira natural. Ele tem manchas na pele, tosse, tonturas e dores de cabeça o tempo todos. Os médicos agora tentam ajudá-lo. #É Manchete!