Publicidade
Publicidade

Aos 4 anos, o #Príncipe George, filho do príncipe William e da duquesa Kate Middleton, começou a estudar. Ele está tendo aulas na Thomas's Battersea School, na capital da Inglaterra, em Londres. No entanto, o herdeiro da família real não pode ter um melhor amigo na escola. A proibição vem da família real? Nada disso! O garotinho é desencorajado pela própria instituição a ter um único amigo. [VIDEO]

"Eles acreditam que, se o seu filho estiver fazendo uma festa - a menos que cada um dos coleguinhas seja convidado -, não se deve entregar convites na aula", disse uma das mães dos coleguinhas de George em entrevista à BBC.

Mulher invade escola do príncipe George e seu plano secreto assusta o mundo

As aulas do herdeiro da família real prometem mesmo serem animadas.

Publicidade

Com poucos dias estudando, além de ter que se adaptar à política de não amizade exclusiva na Thomas's Battersea, o garoto foi vítima de uma ameaça. Uma mulher, de 40 anos de idade, tentou invadir a escola do herdeiro de Kate e William.

O menino, que está na expectativa da chegada do terceiro irmão, não chegou a ser atingido pela mulher. Isso porque o garoto tem oficiais da polícia em sua cola. Eles ficam disfarçados de porteiro e viram o momento em que uma mulher, por duas vezes em menos de 24 horas, tentou invadir a escola do garoto.

Mulher é presa ao revelar ameaça ao príncipe George: louca pela família real

No seu primeiro dia de aula, George teve ao seu lado o pai. Kate, que tem uma terceira gravidez de risco, preferiu se resguardar. No entanto, os primeiros dias do menino na instituição foram muito tensos e os olhos se voltaram para a escola.

Publicidade

Todo mundo queria saber o que aconteceria com o menino e como ele se portaria nesse grande desafio de sua vida.

Tudo ia bem, até um mulher, que mais tarde descobriu-se ter fixação pela família real, tentar invadir à unidade. Apesar de ela ter sido detida, o caso gerou preocupação e também a apreensão das autoridades.

Investigação descobre que invasora de escola de George era obcecada por ele

De acordo com informações do tabloide ‘’Daily Mail’’, os professores já sabiam que a mulher estava rondando os arredores da escola e que, por isso, já estavam atentos a qualquer sinal diferente. A mulher chegou a fugir, mas foi reconhecida e foi presa.

Na delegacia, os policiais descobriram que ela era completamente obcecada pela família real e que queria ver de perto como o menino estava se comportando na unidade escolar. #Plano contra o Príncipe George