Kim Jong-Un está fazendo o verdadeiro diabo no comando da #Coreia do Norte. O ditador do país ameaça que pode explodir os #Estados Unidos com seus mísseis que carregam bombas mais poderosas que as bombas nucleares. Mas, afinal, por que a maior potência do mundo simplesmente não mata Kim Jong-Un?

A resposta está nas leis americanas, internacionais e até nos riscos que essa operação teria. Afinal, depois de Kim morto [VIDEO], não necessariamente o terror pode acabar. Pelo contrário, talvez até aumente.

Leis americanas impedem que Kim Jong seja morto pelos Estados Unidos

A especialista em segurança nuclear, Rebecca Lissner, explica que a lei americana impossibilita que o país mate um político rival, sem que haja pelo menos um ataque à maior potência do mundo.

Publicidade
Publicidade

A possibilidade de atacar a fim de evitar guerra, simplesmente, não existe, como explicam especialistas em segurança.

Onde, afinal, estaria o ditador da Coreia do Norte?

Mas não para por aí, prender ou matar o líder da Coreia do Norte pode ser algo operacionalmente impossível. Os Estados Unidos, ao longo da história, provaram que ter força e dinheiro não é tudo. Osama Bin Laden, por exemplo, demorou dez anos para ser morto pelo exército americano.

Estados Unidos tiveram dificuldade para matar Bin Laden e Sadam Hussein

Algo parecido ocorreu com Saddam Hussein. Em ambos os casos, os políticos fizeram bem mais do que ameaças ao governo americano e, por isso, foram mortos. De qualquer forma, a morte de Kim Jong-Un seria igual ou mais difícil do que os outros ditadores. Isso porque, como explica uma matéria do site da revista Veja, pouca coisa se sabe sobre a Coreia do Norte.

Publicidade

O ditador poderia estar escondido em qualquer lutar.

Organizar um complô para matar Kim Jong-un também seria inviável, já que o círculo próximo do ditador é de extrema confiança. Aqueles que despertaram alguma suspeita já foram executados. Mas talvez o principal motivo é que quem manda um míssil ou bomba, também pode ser atacado.

Nada mudaria, caso Estados Unidos matassem ditador coreano

A responsável pelo setor de inteligência do setor nuclear dos Estados Unidos garante que há informações dizendo que, caso os informantes de Kim ouçam que ele morreu, disparos de mísseis serão feitos contra o território dos Estados Unidos e seus aliados.

Para terminar, a política do país mais fechado do planeta continuaria sem alteração. Não é à toa que, dessa vez, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, está tendo tanta cautela. #Kim Jong Un