Com a crescente ameaça da Coreia do Norte, que vem se mostrando cada dia mais inflexível e não disposta a negociar suas questões de armamento nuclear, o clima entre os brasileiros no #Japão tem sido mais apreensivo, pelo fato de estarem tão expostos com as crescentes provocações por parte do líder norte-coreano Kim Jong-un ao Japão, país que tem uma comunidade brasileira que vem crescendo acentuadamente ao longo dos anos.

Os brasileiros que já residem no país há várias décadas e já presenciaram algumas catástrofes na Terra do Sol Nascente, como a crise na economia em 2009, que afetou uma grande parte dos estrangeiros em geral residentes no país, como também a tragédia de 2011, após um grande terremoto que foi sucedido por um mega-tsunami ter atingido parte do litoral japonês, deixando grande número de vítimas e ter causado uma catástrofe nuclear sem precedentes.

Publicidade
Publicidade

A comunidade brasileira num todo tem estado em alerta, principalmente por muitos residirem próximos às bases americanas espalhadas por várias localidades no arquipélago japonês, as quais têm sido alvos de ameaça por parte de Kim Jong-un.

No dia 29 passado, residentes de várias províncias do Japão despertaram com o alarme antimíssil, que avisa moradores, através de alto-falantes instalados nas cidades e de mensagens recebidas diretamente no celular, por conta de um míssil balístico lançado pela Coreia do Norte estar sobrevoando o território japonês. Na ocasião, houve falha no sistema em algumas cidades, o que serviu para deixar os japoneses ainda mais precavidos para revisar os sistemas e sua confiabilidade.

Entre as províncias alertadas estava Ibarake, com grande concentração de brasileiros, que também receberam a mensagem de alerta, a qual obviamente deixou a comunidade em alerta geral.

Publicidade

Susto que ficará registrado com clareza por quem viveu a experiência.

Além da crescente preocupação com os testes da Coreia do Norte, a preocupação principal por parte da comunidade brasileira no Japão é a possibilidade de uma guerra na Península Coreana, colocando o território japonês em risco.

As ameaças de Kim Jong-un vem se estendendo principalmente contra as bases americanas instaladas em solo japonês, por conta de seu constante desrespeito para com os países aliados aos Estados Unidos da América. A Coreia do Norte vem sofrendo grandes sanções por parte da ONU (Organização das Nações Unidas), que vem procurando meios de barrar o país economicamente.

O único grande aliado que a Coreia do Norte possui é a China, que tem demostrado parcialidade quanto aos atos de seu aliado. Por conta de tudo isso, os muitos brasileiros têm repensado sobre sua estadia no Japão. #vida