Publicidade
Publicidade

Um casal foi preso na Rússia por suspeita de praticar canibalismo [VIDEO]. Eles são acusados de matar, esquartejar [VIDEO]e guardar as partes dos corpos das vítimas para depois consumi-las. O caso ocorreu na cidade de Krasnodar, no sudeste da Rússia, onde o casal Dmytri Bakshaev, de 35 anos, e a companheira, Natália, de 42, assassinaram uma mulher que teriam acabado de conhecer, depois de discutirem com a mesma.

De acordo com a polícia que trata do caso, Dmytri, depois de matar a mulher, esquartejou e guardou algumas partes de seu corpo levando para casa, além de fazer várias selfies com os restos do cadáver que ficaram expostas no local do crime.

Publicidade

Após três dias, operários encontraram o celular abandonado na rua e eles foram presos. A princípio, negaram, mas diante das provasm resolveram falar: contaram que guardavam as partes humanas no congelador de casa para jantá-las mais tarde.

Canibalismo

De acordo com o comitê de investigação criminal da Rússia, 30 corpos foram encontrados e identificados pelas autoridades como vítimas dos canibais. Eles confessaram ter começado a prática macabra em 1999 e gostaram tanto que nunca mais pararam. Durante a busca, policias encontraram sete pacotes com restos humanos dentro do congelador da dupla assassina.

A vizinhança alertou que sentia fortes odores do sedativo Corvalol, bastante utilizado no país, além de mal cheiro de mendigos e também de carne apodrecida. "Tudo isso vinha da casa de Dmytri e Natália", contaram reforçando que fizeram várias tentativas de conversar com o casal, porém sempre acabava em brigas.

Publicidade

A polícia nunca esteve na casa para fazer uma busca.

Algumas carnes de origem desconhecida encontradas na geladeira da dupla foram levadas pelas autoridades para serem analisadas. O #canibalismo não é uma prática tão incomum como se imagina, várias tribos vêm praticando esse ritual há anos sem imaginar o dano que pode causar ao cérebro humano. Um exemplo foi o caso da tribo da Papua Nova Guiné, no inicio do século passado. Cientistas descobriram que a tribo "Fore" se alimentava dos restos mortais de seus familiares, não por maldade, mas por amor e uma forma de mostrar seu luto.

Esses mesmos cientistas descobriram os perigos de consumir carne humana. Isso porque, ela possui "prions", proteínas anormais presentes nos músculos do ser humano, mesmo sendo cozida ou assada, essa proteína continuará presente. Elas são responsáveis pela morte dos neurônios, deixando buracos no cérebro causando demência e podendo levar à morte. #Russia