Poucos assuntos repercutiram tanto neste ano como o chamado Baleia Azul. O jogo, que consistia em promover o suicídio entre os jovens, acabou levando dor de cabeça e, é claro, preocupação aos pais. Agora uma espécie de Novo Baleia Azul foi descoberto pela polícia do País Basco, nome da região dada ao Norte da Espanha.

Os investigadores descobriram uma espécie de game ainda mais #Macabro. Um jovem, que seria de origem argentina, estaria promovendo uma espécie de #Suicídio Coletivo. Pior, além das mortes terem hora para acontecerem, elas seriam realizadas em diversos países diferentes.

Suicídio coletivo é interrompido por polícia basca e criminoso é descoberto na Argentina

De acordo com informações do portal de notícias UOL, a investigação continua.

Publicidade
Publicidade

Por isso, o nome do infrator argentino - um jovem de apenas 17 anos - não foi revelado. A polícia basca disse apenas que estavam envolvidos adolescentes de diversos países, no que prometia ser um dos piores suicídios coletivos recentes da humanidade.

A investigação começou no meio do mês de julho e necessitou da ajuda de diversos organismos internacionais, como a Interpol. Tribunais também precisaram agir rapidamente, a fim de evitar a prática suicida.

Polícia diferencia suicídio coletivo do Baleia Azul; saiba o que estava no quarto de assassino coletivo

A polícia conseguir chegar ao quarto do jovem de 17 anos, após muita investigação. Ele tinha diversos equipamentos de informática, mas também outros objetos aterrorizantes, como facas. Gazes cheias de sangue também forma encontradas.

Apesar de também constituir uma espécie de jogo, o novo tipo de suicídio online tem uma diferença fundamental do Baleia Azul, como explicam as autoridades.

Publicidade

Ele não possui fases progressivas. Apenas todos têm que se matar ao mesmo tempo.

A polícia não explicou se esse suicídio em massa seria transmitido pela internet e indica que não pode falar mais, pois, existe a chance de grupos menores ainda existirem com o mesmo propósito.

Previna-se contra o suicídio com a ajuda do CVV

No mundo inteiro, existem entidades que ajudam na chamada prevenção ao suicídio. Aqui no Brasil, este trabalho é feito pelo Centro de Valorização da Vida (CVV).

Para entrar em contato com a instituição é bem fácil. O telefone é gratuito e basta discar para o 141. O atendimento é feito em todo o território nacional. O CVV também possui um site, que pode ser acessado 24 horas por dia.