“Isto é como um filme que eu não quero ver”. Assim resumiu o britânico Alex Woolfall o cenário apocalíptico desencadeado pelo histórico furacão Irma, de categoria 5, o mais intenso da escala, na manhã desta quarta-feira (6). Ele atingiu a ilha caribenha de São Martinho, próximo a Porto Rico.

De férias no local, o londrino, apavorado com o episódio, acreditava que iria morrer. Escreveu no Twitter que aquela poderia ser sua última mensagem. Veja na íntegra.

Com objetivo de reproduzir o ambiente vivenciado pelos afetados do furacão mais forte e mortal da última década, vamos mostrar os relatos deste sobrevivente.

Publicidade
Publicidade

Embora seja impossível detalhar todos os acontecimentos decorridos do fenômeno [VIDEO], os comentários de Alex Woolfall abrangem aspectos variados da catástrofe, porém sob um ponto de vista intimista.

O acontecimento em São Martinho é uma prévia do que a Flórida pode vivenciar entre sexta-feira e sábado (8 e 9), quando a chegada do Irma é esperada.

Mas, voltando ao assunto, Alex, que lutava para se manter vivo em um hotel, confidenciou escutar o perturbador som de objetos colidindo contra o lugar onde estava.

“Posso sentir o grito das coisas sendo arremessadas contra o prédio. #HurricaineIrma”, disse.

Apesar do terror contado por ele, um grupo midiático britânico solicitou entrevista online para saber detalhes da situação.

Publicidade

Todavia, internautas criticaram o interesse da imprensa em entrevistá-lo durante um episódio extremamente catastrófico, de alto potencial destrutivo.

“Cara, eles estão no meio do maior furacão da história do mundo e vocês estão pedindo uma entrevista? Sai fora, vá se danar”, criticou o usuário UF 0-1 Chicago. “A sério, eles estão literalmente lutando pela sobrevivência e quer uma entrevista?”, complementou Sammy – veja abaixo.

O turista, ainda assombrado pelo evento, que certamente será lembrado por décadas, teceu outro comentário. Disse que os ruídos dos fortes ventos pareciam o motor de uma aeronave a jato. “Meu Deus, esse barulho! É como estar atrás de um motor a jato!!!! Pelo menos as escadas de concreto não se mexem. #Irma2017”, acrescentou.

Até o momento, Alex Woolfall não voltou a comentar a situação.Faz 11 horas que ele não dá notícias.A expectativa é que o britânico esteja são e salvo.

Publicidade

Contudo, ainda que o estado da Flórida (#EUA) esteja à espera do furacão, vale lembrar que existe a possibilidade de ele perder a intensidade no decorrer das próximas horas, como aconteceu com o Harvey.

Afinal, não existe exatidão na meteorologia, apenas previsão. Na sequência, assista a filmagem do olho do furacão feita pela Nasa. Acompanhe também diversas gravações da tempestade em São Martinho.

#Furacão Irma #desastre natural