As #mulheres têm o costume de se depilar frequentemente. Antigamente, esse processo era mais dolorido e contava com produtos nada saudáveis para a pele, porém, com o aumento da tecnologia a indústria cosmética também evoluiu muito.

Hoje, caso a pessoa tenha dinheiro, é possível recorrer à #depilação a laser ou definitiva. Esse processo elimina os pelos enfraquecendo-os, através de várias sessões. Ainda existe o antigo método da cera quente que, apesar de dolorido, ainda é muito utilizado pelo seu custo benefício.

Todas as mulheres amam ter uma pele lisinha e sem pelos. Por causa disso, acabam recorrendo a procedimentos que, muitas vezes, são duvidosos.

Publicidade
Publicidade

Dana Sedgewick é uma ex-chefe de cozinha que assim como muitas mulheres se preocupa com a sua própria #Beleza física.

Ela enfrenta uma das coisas que mais assolam a sociedade, a falta de tempo. Hoje, praticamente as pesosas não têm tempo o suficiente para fazerem coisas que elas gostam como ficar ao lado da família e passear.

Por causa disso, as pessoas se alimentam de forma correta, deixam detalhes importantes para trás e até mesmo se envolvem em acidentes que podem custar sua própria vida. Foi exatamente isso que aconteceu com Dana, devido à falta de tempo, ela estava apressada e resolveu ela mesma fazer usa própria depilação.

A mulher de 44 anos de idade, acabou contraindo uma bactéria mortal durante o procedimento.

Publicidade

Essa bactéria tem o poder de apodrecer a pele do local, a deixando com um aspecto bizarro.

Dana que mora em South Yorkshire, na Inglaterra, afirmou que fez o uso de uma lâmina nova, e que todo o cuidado relativo à higiene foi devidamente tomado. Porém, após alguns dias, ela percebeu que uma espinha cresceu em sua virilha.

Como é de costume, Dana tentou espremê-la e logo descobriu que tinha algo errado. A espinha sangrava muito e dias depois começaram a aparecer sintomas incomuns como náuseas e tonturas.

Ela então resolveu procurar um médico na esperança de descobrir o que havia acontecido. Foi então que Dana teve uma desagradável surpresa! Suas pernas começaram a ficar avermelhadas, além de aparecer feridas enormes que ficavam na carne viva.

Dana tinha contraído uma bactéria mortal e os médicos disseram que ela tinha apenas 30% de chance de se recuperar. Suas pernas estavam literalmente ‘apodrecendo’, sendo preciso passar por uma cirurgia urgente.

Os médicos gastaram cerca de dez horas para salvar suas pernas, eles cortaram cerca de 10 polegadas de pele infectada. Por sorte e após dezenas de cirurgias, Dana sobreviveu, mas ficou ciente de que aquela simples depilação mudou completamente sua vida.