Publicidade
Publicidade

Um dia em que os #Estados Unidos amanheceram de luto por conta de mais uma tragédia que aconteceu nesta madrugada. O número de mortos e feridos é impressionante. Eram 22h08 em Las Vegas, e 02h08 horário de Brasília, quando um homem atirou do 32º andar de um hotel em direção à multidão que estava em um festival country em Las Vegas.

Várias pessoas demoraram para entender o que estava acontecendo, e muitos se jogaram no chão sem saber de onde vinham os tiros.

Stephen Paddock tinha 64 anos e atirou da janela de um hotel em Las Vegas [VIDEO]. As primeiras informações diziam que ele tinha sido morto por policiais. Mais tarde, essa informação foi atualizada.

Publicidade

Segundo as últimas atualizações, Stephen Paddock foi encontrado morto quando os policiais chegaram no quarto em que estava hospedado.

Com ele, foram encontradas dez armas, e pelo menos oito fuzis e metralhadoras, que alimentaram o maior #Ataque da história dos Estados Unidos.

Investigações

O irmão do atirador deu uma entrevista para redes locais, e informou que está chocado, pois Stephen não tinha antecedentes criminais e nem histórico violento. Ele diz que ainda está sem acreditar no que aconteceu. O irmão de Stephen Paddock ainda revela que ele não tinha nenhuma ligação com alguma religião, e nem partido político.

As autoridades informaram que as investigações estão avançando. Até o momento, não se sabe qual a motivação do ataque. Um dos carros usados por ele já foi localizado, e a polícia tenta desvendar esse ataque.

Publicidade

O Estado Islâmico assumiu a autoria do ataque, e disse que Paddock se converteu ao islã alguns meses atrás. Mas as autoridades americanas não veem nenhuma ligação com os terroristas do Estado Islâmico.

Várias imagens do ataque foram compartilhadas nas redes sociais por pessoas que estavam no festival. Segundo elas, no momento do tiroteio, as pessoas entraram em pânico. Tempos depois, imagens também registraram pessoas sendo socorridas.

Eram três dias de festival. O tiroteio aconteceu no último dia, quando a principal atração se apresentava no palco. Jason Aldean estava tocando quando percebeu o que estava acontecendo. Ele cantava a última música de sua apresentação.

Quando o cantor percebeu que os barulhos eram de tiros, Jason Aldean saiu correndo do palco junto com sua equipe. Ele escreveu em suas redes sociais se solidarizando com as vítimas, e descreveu a noite como "horrível". Ele ainda informou que todos de sua equipe estão bem.

A polícia chegou a informar que Marilou Danley, companheira de Paddock, tinha envolvimento no caso. Mas logo em seguida, as autoridades descartaram sua participação. Ela está fora do país.