Publicidade
Publicidade

Alguns crimes bárbaros acabam chamando a atenção do mundo e não é para menos. Situações chocantes podem envolver as pessoas que mais necessitam. Recentemente, um crime que ocorreu nas ruas do Reino Unido chocou a região.

Tudo porque duas jovens mulheres se aproximaram de um #mendigo e colocaram fogo onde ele estava. Por sorte, o homem não chegou a ficar ferido, mas tudo o que ele tinha acabou sendo perdido. O crime, no entanto, teve uma grande reviravolta, como mostra uma reportagem da coluna ‘’Hora 7’’, publicada pelo portal de notícias R7 nesta segunda-feira (30).

Jovens ateiam fogo e tiram todos os pertences de mendigo, no Reino Unido

As infratoras desse grave crime foram identificadas como Nicola King e Jerely Evans .

Publicidade

Elas se aproximaram de Roy Ransom, um homem que vive nas ruas de Portsmouth, no Reino Unido. Câmeras mostraram o exato momento em que a dupla decidiu ter um momento incendiário e provocar um tremendo mal ao morador de rua.

A situação teve grande repercussão em todo o país e gerou muitos conflitos. Muita gente desejou que essas duas jovens fossem punidas de maneira exemplar. Afinal, não é toda hora que situações criminosas tão bárbaras aconteçam. As câmeras de um mercado mostraram o instante em que as duas mulheres colocam fogo nos pertences do homem. Infelizmente, a crueldade delas foi ainda maior, como veremos a seguir.

Antes de pôr fogo nas coisas de mendigo, mulher ainda urinou no local onde sem-teto morava

As mulheres se mostraram grandes odiadoras de quem mora nas ruas. Uma delas, inclusive, chegou a urinar nas coisas deles.

Publicidade

Mesmo sabendo que o homem não tinha nada, elas colocaram fogo nas poucas coisas que ele tinha, como um colchão e um cobertor, que utilizava em meio ao frio.

O homem ficou desolado. Pessoas que passaram pelo local tentavam ajudar. Os bombeiros foram chamados e o incêndio em frente a uma loja chegou a assustar.

'Perdi tudo o que tinha', diz morador de rua vítima de mulheres incendiárias no Reino Unido

O morador de rua, identificado como Roy Ransom, viu tudo sem poder fazer muita coisa. Os proprietários dos empreendimentos na região, no entanto, tomaram as suas dores e decidiram ajudar. O caso foi parar nos tribunais e as mulheres foram condenadas a quatro meses de prisão.

"No que diz respeito ao incêndio, é perfeitamente óbvio, para mim, que vocês duas planejaram esse ato cruel contra um cavalheiro vulnerável e sozinho", afirmou o juiz. #crime bárbaro