De acordo com o site Daily Mail, uma empresa do Reino Unido [VIDEO] decidiu recentemente cancelar a multa que enviou para uma motorista – no valor de £ 70 (pouco mais de R$ 300) – após ter ficado ciente de que a destinatária da cobrança, possuidora de incríveis 107 anos de idade, se atrasou para retirar o seu veículo de um estacionamento que concede aos usuários o tempo limite de três horas de permanência gratuita.

Tudo começou em meados de outubro, quando a centenária Bessie Farnworth, nascida em 1910, decidiu se encontrar com o sobrinho-neto, Dave Holland, de modo que a dupla pudesse almoçar. Para desfrutar da refeição, a mulher deixou o seu carro em um supermercado localizado na cidade de Tyldesley, na Inglaterra.

Publicidade
Publicidade

Depois de comer, Holland acompanhou a tia-avó, que se locomove muito lentamente com o auxílio de um andador para idosos, até o automóvel dela.

Mas então, duas semanas após o almoço, Bessie recebeu uma multa da empresa Parking Eye, que administra a área de estacionamento do mercado, onde constava que o veículo da mulher havia permanecido no local apenas 13 minutos além do período permitido gratuitamente – um detalhe importante a ser ressaltado é que o carro da idosa é devidamente identificado com um distintivo fornecido pelo governo britânico conhecido como Blue Badge, que permite que pessoas com dificuldades de locomoção ou portadoras de necessidades especiais deixem seus veículos próximos dos locais aonde pretendem ir.

Uma incrível senhora

Em entrevista concedida ao Daily Mail, Dave Holland afirmou que achou "desagradável" o fato de a tia-avó ter sido multada, e revelou que sua parente – nascida antes mesmo de o navio Titanic ter sido construído – era totalmente independente até o ano passado.

Publicidade

Para o sobrinho-neto, a mulher deveria usar o estacionamento onde o incidente aconteceu pelo tempo que ela quisesse.

Holland, adicionalmente, elencou as qualidades de Bessie, ressaltando que ela ainda cozinhava, limpava a casa, fazia compras e cuidava de seu próprio jardim até decidir se mudar em 2016 para um lar de idosos conhecido como Hillcrest Retirement Home, também situado em Tyldesley. Com muito orgulho, o sobrinho-neto disse que Bessie continua ativa, destacando que a única dificuldade que ela apresenta é justamente o fato de precisar se mover lentamente com o auxílio do andador.

Ao ficar sabendo dos fatos, a empresa Parking Eye decidiu pedir desculpas por qualquer transtorno que tenha causado, e, além disso, cancelou a cobrança da multa "como um gesto de boa vontade". #Reino Unido #curioso #Europa