Publicidade
Publicidade

O sexo sempre foi uma parte significativa da sociedade desde tempos imemoriais. Embora ainda esteja presente hoje, muitos tentaram incorporar o sexo [VIDEO] de várias maneiras. Alguns fazem isso por diversão, enquanto outros simplesmente fazem isso por dinheiro. Porém, neste caso aqui uma mulher não satisfeita com o parceiro resolveu atirar nele por não realizar seus desejos.

Uma mulher foi presa acusada de ter atirado duas vezes na cabeça de um cliente pelo fato do homem não ter feito o ato sexual direito. A acusada de ter cometido o crime foi identificada como Marissa Wallen, de 21 anos, que é uma garota de programa. A vítima é um homem de 36 anos, que milagrosamente sobreviveu após levar dois tiros na cabeça, dentro da própria residência, em Everett, Washington (EUA), no dia 24 de outubro.

Publicidade

Garota atira na cabeça de cliente por não fazer ato sexual direito

De acordo com informações da imprensa local, a mulher frequentou a casa da vítima várias vezes. Na última quinta-feira (9), a jovem chorou quando compareceu no tribunal para enfrentar suas acusações. De acordo com as investigações da #Polícia, a mulher foi fria e calculista [VIDEO] na hora de cometer o crime.

Durante o trabalho de apuração, os policiais descobriram que a mulher atirou na cabeça do homem porque ele estava fazendo sexo oral de maneira que ela achava que não era certo. Diante disso, Marissa ficou revoltada e atirou na cabeça da vítima. Informações da polícia relatam que, após atirar na vítima, a mulher roubou dinheiro e cartões de crédito.

Mulher, além de atirar no cliente, ainda roubou dinheiro e cartões de crédito

Segundo as investigações, antes de ser presa, a acusada tinha gastado cerca de US$ 12 mil (R$ 39,5 mil) usando os cartões do cliente.

Publicidade

Conforme relatos, vizinhos chamaram a polícia assim que ouviram tiros vindo da casa da vítima. Quando a polícia chegou ao local informado, o homem foi encontrado acordado.

Ele foi socorrido e encaminhado às pressas para uma unidade médica da cidade, onde passou por uma cirurgia para a remoção das balas. Porém, a direção do hospital não informou o estado de saúde da vítima [VIDEO]. Apenas informou que ele continua internado sem previsão de alta.

Mulher pode responder pelo crime em liberdade desde que pague fiança

A suspeita prestou depoimento e confessou ter atirado no homem. Desde a semana passada, Marissa está sendo julgada e enfrentando as acusações de roubo e tentativa de assassinato. Porém, a acusada pode responder pelo crime em liberdade desde que pague uma fiança de US$ 1 milhão (cerca de R$ 3,28 milhões). Qual a sua opinião sobre esse incidente? Você já foi vítima desse tipo de crime? Compartilhe seus pensamentos na seção de comentários logo abaixo. #Bizarro #Caso de polícia