Publicidade
Publicidade

Um fato raro, e digamos que incrível, está bombando no #Instagram. A mãe de duas garotinhas #Gêmeas resolveu postar uma foto de suas filhas para comemorar os sete meses de vida das crianças. Geralmente, imagens de crianças nesta idade ganham destaque pelo excesso de fofura dos bebês. Mas, além disso, o que chamou a atenção dos internautas [VIDEO] é que Isabella e Gabriela possuem tonalidades de pele diferentes.

As crianças não são gêmeas idênticas, e Gabriela possui a pele mais escura que a da irmã, Isabella. Surpresos com o caso incomum, internautas do mundo todo estão se questionando como seria possível que as crianças tenham nascido com tonalidade de pele tão diferentes.

Publicidade

A ciência explica de forma simples o acontecimento. As irmãs não são gêmeas idênticas, ou seja, foram geradas a partir de dois óvulos da mãe que foram fecundados por espermatozoides diferentes do pai.

A imagem já conta com mais de 1.500 curtidas e centenas de comentários curiosos sobre o caso [VIDEO]. A conta criada na rede social pela mãe, Clementina Shirpey, tem mais de 10,5 mil seguidores. Nela, Shirpey mostra a rotina das filhas e derrete o coração dos internautas que acompanham a vida das irmãzinhas.

Em entrevista à revista americana "Essence", Clementina disse que Isabella é uma criança calma e relaxada. Ela adora receber cócegas e é muito risonha. Já Gabriela é muito ágil e esperta. De acordo com sua mãe, ela começou a engatinhar com apenas cinco meses de idade e não parou mais. A bebê celebridade ainda é muito sorridente, como sua irmã, além de ter uma energia inesgotável e ser muito carinhosa.

Publicidade

Além de Isabella e Gabriela, Clementina tem mais uma criança, a pequena Angelina, de dois anos. Apesar de haver muitos pontos positivos ao expor a rotina de suas filhas nas redes sociais, a norte-americana disse que há alguns pontos negativos com toda essa exposição. De acordo com ela, por não entenderem o "fenômeno", algumas pessoas perguntam se Gabriela sofre por ter a pele mais escura que a irmã. A mãe das gêmeas disse também que algumas pessoas já a questionaram se suas filhas foram trocadas na maternidade. Para este questionamento, Shirpey responde mostrando os traços das filhas que, apesar de não serem idênticas, se parecem muito.

A genética da família é outro argumento utilizado pela mãe das meninas para justificar as diferenças na tonalidade. Clementina afirma que suas três filhas são negras americanas, vindas de uma família que se orgulha da pele e dos genes negros que são incríveis.

#caso raro