Publicidade
Publicidade

Um pai foi preso depois que supostamente ele matou seu filho [VIDEO], porque descobriu que ele era homossexual, pelo menos é o que estão afirmando os policiais. Giovanni Melton, de Henderson, no Nevada, foi morto a tiros por seu pai, Wendell Melton, após uma discussão sobre ele ser homossexual e ter um namorado, de acordo com revelações da #Polícia à KSNV.

"Ele odiava o fato de que seu #filho era homossexual", disse a antiga madrasta do menino, Sonia Jones. "Tenho certeza de que dentro de sua mente, ele preferiria ter um filho morto do que um filho assim", disse a mulher, que teve um relacionamento com Wendell.

Sonia Jones disse que Wendell, de 53 anos, já havia puxado uma arma contra o filho antes, quando o pegou com seu namorado.

Publicidade

A polícia chegou à cena do crime, depois de receber um alerta sobre uma perturbação doméstica [VIDEO], nesse apartamento. Infelizmente, quando as autoridades chegaram, o pior já havia acontecido e eles encontraram o garoto de 14 anos de idade em estado crítico e o levaram ao Hospital Dominicano St Rose, onde acabou morrendo por causa de seus ferimentos.

Giovanni já morava sozinho no apartamento onde ele foi morto, revelou a polícia, apesar de ele ter somente 14 anos. Wendell Melton foi preso no dia seguinte, após o incidente e ficou detido no centro de detecção de Henderson. Ele está agora sendo acusado de assassinato, abuso infantil e posse de arma proibida. Resta ainda saber se ele vai ou não ser acusado por um crime de ódio, uma vez que tudo indica que foi sua atitude homofôbica que levou a essa tragédia.

Publicidade

Os amigos de Giovanni recordam o garoto como um adolescente enérgico que tinha a capacidade de fazer todos sorrirem. Bailey Schultz disse que ele era seu amigo no liceu do Coronado, onde estudavam juntos, e nesse momento de maior revolta ela lamenta muito o que aconteceu, dizendo que ele era demasiado jovem e tinha ainda muito para viver. Também Sonia Jones, sua antiga madrasta, se revelou muito emocionada com tudo isso, mas conseguiu descrever Giovanni como um "lindo ser", que ela amava muito, como se ele fosse seu filho biológico.

Sobre o pai do menino, ela manifestou toda sua revolta e até mesmo raiva. Desolada com tudo isso, ela aguarda agora por um julgamento justo e espera que a #Justiça faça Wendell Melton pagar por essa morte. "Espero que ele nunca mais possa ver a luz do dia. Espero que todos os dias, quando ele olhar no espelho, ele veja o rosto de seu filho", disse Sonia, em declarações à KSNV.

O julgamento vai agora continuar, mas Wendell ficará aguardando em prisão preventiva e tudo indica que ele vá pegar uma sentença muito dura, assim que a investigação fique concluída e seu crime fica provado, sem qualquer dúvida.