Publicidade
Publicidade

A China anunciou nesta segunda-feira de Natal, dia 25, que quer limitar o crescimento populacional de sua maior cidade, Xangai, em um máximo de 25 milhões de habitantes até 2035. Segundo informações veiculadas pelo jornal britânico The Guardian, a medida faz parte do plano para a cidade apresentado pelo Conselho Municipal e aprovado pelo governo federal.

Segundo noticiado, a ideia das autoridades locais é impedir que a cidade sofra da chamada “doença da cidade grande”, quando uma metrópole passa a sofrer sistematicamente com altos níveis de poluição, trânsito e escassez de serviços públicos para atender toda a população.

Publicidade

Atualmente, a cidade conta com cerca de 23,5 milhões de habitantes, segundo levantamento realizado em 2012.

O governo já havia aprovado um plano similar para Pequim em setembro. Segundo o projeto, a capital chinesa deverá ter seu limite populacional em um máximo de 23 milhões de pessoas até 2020. No último levantamento, de 2014, a capital chinesa havia registrado 21,5 milhões de habitantes.

Para conseguir se manter na meta, o governo está incentivando empresas e outros serviços a se realocarem em cidades próximas da capital, buscando espalhar o crescimento populacional.

Para alguns especialistas em planejamento urbano, a medida é impráticavel e pode acabar prejudicando apenas as classes mais baixas da população, que sofrerão na tentativa de se manter ativos no sistema econômica da cidade e terão mais dificuldades em uma eventual realocação.

Publicidade

#Metropole #Xangai #China