Publicidade
Publicidade

#Milly Tuomey, uma menina irlandesa, não se sentia bem com seu próprio corpo e, apesar de dar indícios que atentaria contra a própria vida, ninguém conseguiu contê-la e o pior acabou acontecendo.

Uma situação que seria inimaginável no passado, acaba acontecendo com muito mais frequência em tempos modernos. Meninas cada vez mais novas se preocupando com o corpo e com a beleza. A 30 anos atrás, meninas e meninos brincavam na rua, de pés descalços e pouco se preocupavam com o cabelo ou a aparência da pele e do corpo. Hoje em dia, a ditadura da beleza tem atingido cada vez mais as meninas mais novas e agora as consequências desta padronização começam a ser percebidas.

Publicidade

As meninas querem ser magras, esbeltas e, se não forem, nas escolas ou em ambientes que convivem acabam sendo alvos de #bullying de outras crianças. Sem querer justificar qualquer tipo de ato, para crianças que não são bem resolvidas ou que não costumam se abrir com os pais, quando são alvo de bullying, as consequências podem ser imprevisíveis.

Por exemplo, quem diria que um jovem em Goiânia entraria com uma arma de uso restrito e alvejaria colegas, só por conta do bullying que supostamente sofria? Essa é apenas uma das possíveis reações extremas para descarregar a fúria acumulada por anos. No caso desta menina, ela acabou decidindo não fazer mal a mais ninguém a não ser a ela mesma. Milly Tuomey tinha apenas 11 anos quando decidiu ceifar a própria vida.

Menina de 11 anos tira própria vida por não aceitar o corpo

A menina já dava indícios de que algo estava errado.

Publicidade

Em redes sociais, a menina já havia dito que pretendia morrer em um determinado dia [VIDEO]. A escola e os pais foram alertados e Milly foi levada para uma psicóloga para avaliação e tratamento.

A menina não se sentia satisfeita com seu próprio corpo e usava suas redes sociais para dar vazão a sua insatisfação e para evidenciar seus problemas de aceitação. Mesmo com todo o cuidado dos pais que redobraram a atenção sobre a menina, ela se mostrava sombria e 'para baixo'.

Em um determinado dia, a menina estava em casa, na cidade de Dublin, na Irlanda, e sentindo-se entediada foi para seu quarto, a princípio para descansar. Momentos depois os pais foram checar como ela estava e constataram o pior. A menina tinha tirado a própria vida. A história não é tão recente, a menina se matou em 1° de janeiro de 2016, mas o caso foi resgatado recentemente para alertar os pais sobre o caso.

Fiona e Tim Tuomey, os pais da menina, não foram considerados culpados, já que adotaram os procedimentos que lhes foram recomendados.

Mais sobre o mundo bizarro

Mulher leva uma surra por cada 'like' que recebe no Facebook: 'Prefiro a morte' [VIDEO]

Mulher grávida que tirou fotos com 20 mil abelhas recebe triste notícia no parto [VIDEO] #Mundo Bizarro