Publicidade
Publicidade

Um pastor de Megachurch, no Tennessee, foi ovacionado em sua congregação de Memphis depois de admitir e pedir desculpas por um "incidente sexual" prévio com uma adolescente. O pastor foi identificado como Andy Savage, da igreja de Highpoint.

A vítima foi identificada como Jules Woodson. Segundo ela, foi abusada pelo pastor quando ele era ministro da juventude na Woodlands Parkway Baptist Church, no Texas. Na época, Woodson tinha 17 anos, e no momento do suposto estupro [VIDEO], disse que estava sem comer depois de passar a noite com amigos na igreja na primavera de 1998.

Vítima disse que foi levada pelo pastor até uma mata onde foi abusada por ele

Ela disse que Savage se ofereceu para levá-la até sua casa, mas, em vez disso, a levou para uma mata onde ele a violentou sexualmente.

Publicidade

"De repente, Andy desabotoou as calças e puxou o p*** dele. Ele me pediu para eu c***. Eu estava assustada e com vergonha, mas eu fiz. Eu pensei que Andy me amava. Ele então me pediu para desabotoar minha camisa. Eu fiz. Ele começou a tocar-me [VIDEO]sobre o meu sutiã e então erguei braço para acima e começou a tocar meus peitos", disse a vítima.

Pastor pede desculpas pelo estupro e implora para a vítima não contar para ninguém

Woodson lembrou que Savage de repente saiu do carro e caiu no joelho, pedindo perdão e implorando-lhe para ela não contar a ninguém o que tinha acontecido. "Eu me lembro dele suplicando, enquanto ele estava de joelhos com as mãos na cabeça: 'Oh meu Deus, oh meu Deus. O que eu fiz? Oh, meu Deus, sinto muito. Você não pode dizer a ninguém Jules, por favor. Você deve levar isso para o túmulo com você", escreveu ela.

Publicidade

Woodson, que disse que se sentiu manipulada e envergonhada, discutiu o incidente com a liderança da igreja, mas a #Polícia nunca foi informada.

O pastor revelou os abusos ao vivo no canal YouTube da igreja

O pastor comentou sobre o incidente durante o fim de semana em um discurso que foi transmitido ao vivo no canal YouTube da igreja. "Até agora, não sabia que havia negócios inacabados com Jules. Sinto muito minhas ações [VIDEO]há 20 anos. Eu permaneço empenhado em cooperar com você no sentido do perdão e da cura", disse ele. Chris Conlee, o pastor principal da Highpoint Church, disse que era um daqueles "prejudicados pelo efeito ondulatório das consequências desse pecado".

Em uma declaração oficial, Conlee disse que o estupro não era novo para ele ou para liderança e descreveu Savage como um de seus "amigos mais próximos e parceiro no ministério".

#Pastor estupra fiel #Investiagação Criminal