A agricultura é um conjunto de técnicas utilizadas para cultivar plantas com o objetivo de obter alimentos, fibras, matérias-primas, entre outros. Teve seu início na pré-história, em diferentes lugares do mundo, mas alguns se destacaram nesse período como os vales dos rios Nilo, Tigre e Eufrates.

A agricultura surgiu quando alguns indivíduos dos povos caçadores-coletores notaram que alguns grãos poderiam ser enterrados e que isso produzia plantas iguais aquelas de onde a semente era retirada. Existem dois sistemas agrícolas, o intensivo que é usado pela agricultura comercial e o extensivo, utilizado pela agricultura de subsistência.

Utilizam-se diversos métodos na agricultura como adubação, aração, rotação de culturas, irrigação e queimadas. Alguns métodos levam a problemas ambientais que prejudicam as plantações como por exemplo erosão e degradação da biodiversidade.

A agricultura no Brasil é uma das principais bases econômicas do país, tendo seu início com a plantação de cana-de-açúcar, passando para o café e hoje é um dos maiores exportadores do mundo em diversos cereais e grãos. Os principais produtos exportados pelo Brasil são a cana-de-açúcar, café, soja e milho.

A produção agrícola é diferente em países desenvolvidos e subdesenvolvidos. Nos países desenvolvidos como Inglaterra, Estados Unidos e Japão, a atividade agrícola é voltada primeiramente para atender o mercado interno e depois o externo, dessa forma os produtos são mais baratos para os consumidores locais. Esses países utilizam pouca mão de obra e muitas máquinas avançadas tecnologicamente, além de usar o solo de forma mais consciente.

Já nos países subdesenvolvidos como os africanos e na América Latina, a produção agrícola é voltada para o mercado externo, enquanto que o mercado interno fica apenas com o excedente. Nesses países não houve a reforma agrária, o que levou ao monopólio de terras. Eles utilizam um grande número de mão de obra e praticam a agricultura extensiva, levando com o tempo ao empobrecimento do solo.