Alexa
Inflação e a influência mútua com mercados, indicadores econômicos e com o cotidiano dos brasileiros.

Inflação

|
Canal
Inscrito 2 Inscritos
Essa é uma comunidade sobre Inflação. Inscreva-se agora para receber as últimas atualizações e se conectar com outros membros.
Administrador: Yasmine Batista
More
Inscreva-se no canal
2 Inscritos
Se inscrevendo, vocë receberá todas as atualizações sobre Inflação
Quero receber atualizações sobre Inflação
Mostre ao mundo a sua paixão
Você também pode administrar um canal na Blasting News e ser pago por isso.
Qual o tema que te inspira?
Alcance uma audiência maior
É uma pessoa pública, meio de comunicação ou influenciador famoso?
Peça um convite para receber o seu próprio canal

Inflação e a influência mútua com mercados, indicadores econômicos e com o cotidiano dos brasileiros.

A página Inflação é um canal de notícias com o objetivo de trazer informação clara e simples aos leitores interessados em entender a conjuntura político-econômica do Brasil e como ela influencia no cotidiano do cidadão, a exemplo de fatores como desemprego, preços e juros, entre outros.

Em termos econômicos, inflação significa aumento no valor dos preços, que são ditos "estáveis" quando o indicador registra alta igual a zero. Ela pode ser divida em inflação de custos e de demanda.

A inflação de custos ocorre quando há elevação do custo de produção dos bens, que pode levar a uma redução da produção e alta de preços de mercado. Geralmente isso ocorre quando há aumento salarial dos trabalhadores, encarecimento da matéria-prima ou de algum componente necessário para a comercialização (como os combustíveis), ou quando a empresa aumenta seus lucros mais do que a alta do custo de produção.

A inflação de demanda é identificada pela procura superior à produção disponível, devendo ser controlada por uma política monetária que leve à redução da compra. Uma das medidas é o aumento da taxa básica de juros, que é repassado pelos bancos nas transações e encarece a obtenção de crédito. Assim, o consumidor pode deixar de adquirir certos bens, uma vez que os juros encarecerão o produto, e os preços tendem a se estabilizar.

Os índices de inflação mais utilizados são o IGP (Índice Geral de Preços), IPA (Índice de Preços ao Produtor Amplo), o INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor), o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), o INCC (Índice Nacional do Custo da Construção) e o CUB (Custo Unitário Básico da Construção).

IPCA

O índice mais utilizado para efeito de comparações e reajustes salariais é o IPCA, medido mensalmente pelo IBGE. Em 1999 ele também se tornou o índice utilizado pelo governo como parâmetro para estabelecer a meta da inflação e definir a política monetária (através de fatores como interferências no câmbio, juros, impressão de papel moeda).

Além disso, o índice também é utilizado para indexar os juros remunerados por certos títulos da dívida do governo emitidos pelo Tesouro Nacional.