Alexa
“Linha Vermelha”: uma ótima ideia portuguesa contra a exploração e produção de petróleo e gás. Inscreva-se no canal e acompanhe!

Meio Ambiente

|
Canal
Inscrito 13 Inscritos
Essa é uma comunidade sobre Meio Ambiente. Inscreva-se agora para receber as últimas atualizações e se conectar com outros membros.
Administrador: José Moutinho
More
Inscreva-se no canal
13 Inscritos
Se inscrevendo, vocë receberá todas as atualizações sobre Meio Ambiente
Quero receber atualizações sobre Meio Ambiente
Mostre ao mundo a sua paixão
Você também pode administrar um canal na Blasting News e ser pago por isso.
Qual o tema que te inspira?
Alcance uma audiência maior
É uma pessoa pública, meio de comunicação ou influenciador famoso?
Peça um convite para receber o seu próprio canal

“Linha Vermelha”: uma ótima ideia portuguesa contra a exploração e produção de petróleo e gás. Inscreva-se no canal e acompanhe!

A Agência Nacional de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANP), acaba de realiza duas rodadas de licitação para a exploração e produção de petróleo e gás na província pré-sal.

A visão mercantil ficou bastante enfatizada nos argumentos favoráveis ao leilão, ou seja, petróleo é uma commodity (mercadoria), não um bem estratégico, que deve ser explorado segundo às necessidades reais do Brasil, com moderação. Por seu turno, não vemos um esforço concreto pelo desenvolvimento de energias limpas e sustentáveis.

Precisamos continuar a dar visibilidade às campanhas contra a ênfase em utilização de combustíveis fósseis, como temos feito neste canal. Uma iniciativa criativa vem de nossos patrícios de Portugal.

Movimento Linha Vermelha

Um carioca que ver este título pensará logo na grande artéria rodoviária “Linha Vermelha”, que visa dar acesso rápido (ida e volta) ao Aeroporto Antônio Carlos Jobim, na Ilha do Governador, bem como à Baixada Fluminense, entre outras regiões. Mas não se trata disto, embora mereça a nossa atenção. Pois nesta e noutras vias vemos o império dos combustíveis fósseis.

“Linha Vermelha” é uma mobilização da população portuguesa para exigir do governo local o cancelamento dos contratos de exploração de petróleo e gás. A linha vermelha é uma definição de uma área de 52 quilômetros e interromper tais contratos.

Um dos líderes do movimento, João Costa, destacou que a iniciativa começou em 2016 para protestar contra a atuação da Partex Oil and Gas, entre outras petrolíferas que têm contratos de concessão em Portugal.

Para ilustrar a área a ser interrompida, o movimento Linha Vermelha tricotou, em cinco dias, grandes faixas vermelhas de cerca de 60 metros, com as quais formam cordões humanos nos locais onde realizam os protestos.

Este tipo de movimento guarda alguma similaridade com as ações do Greepeace, de certa forma.

A ideia é aumentar cada vez mais a metragem das linhas tricotadas, de forma que o protesto cubra todo território português. “Queremos falar a uma só voz e dizer que esta linha vermelha representa os limites dum planeta justo e habitável”, explicou Costa.

Uma ótima ideia vinda de Portugal, que pode ser adaptada às diferentes nações, inclusive ao Brasil. Pois o mundo não pode continuar nos mesmos limites de uso dos combustíveis fósseis, o aquecimento global precisa ser colocado nos limites abaixo de 2° C e limitar o aumento da temperatura a até 1,5°C acima dos níveis pré-industriais, como prevê o Acordo de Paris. Mas estas metas ainda não foram alcançadas. Para tanto, é necessário conter o ritmo dos combustíveis fósseis e investir em energias limpas, sustentáveis.

Inscreva-se no nosso canal e fique informado sobre as causas ambientais!