Edson Arantes do Nascimentos, ou simplesmente Pelé, é considerado o ex-jogador de futebol mais renomado da história. Sua carreira começou aos 16 anos no Santos, e com a mesma idade ele já começou a fazer parte da Seleção Brasileira de Futebol. Sua primeira vitória na Copa do Mundo foi aos 17 anos. O ex-jogador sempre recebeu muitas ofertas de clubes da Europa, mas os regulamentos da época no Brasil conseguiram mantê-lo no Santos por quase duas décadas. Ele é o maior artilheiro de toda a história da Seleção Brasileira e o único jogar a celebrar três vezes a vitória na Copa do Mundo.

Primeiros anos de vida

Edson Arantes do Nascimento nasceu em 1940 na cidade Três Corações, Minas Gerais. Manifestou sua vontade de virar jogador de futebol desde criança. Quando tinha onze anos de idade, jogava no Canto do Rio, time de futebol infanto-juvenil. No mesmo ano, também criou o seu próprio time, o Sete de Setembro. Em seguida, começou a jogar no Baquinho e Waldemar de Brito, técnico dos jogadores, levou o Rei para o Santos.

Carreira

O Rei do Futebol entrou no Santos FC em 1956 e disputou sua primeira partida na Seleção dez meses depois. As quatro vezes que ele atuou como goleiro foram no time paulista - e em todas elas, não levou nenhum gol.

Nos anos 80, Pelé começou a namorar a ainda modelo Xuxa. Ele é considerado o responsável por fazê-la se tornar famosa. Entre 1995 e 1998, ele foi ministro dos Esportes e aprovou a conhecida Lei Pelé, ou Lei Zico, que estabelece diretrizes da FIFA para firmar regras para contratar jogadores.

No ano 2000, foi eleito o Melhor Jogador do Século da FIFA, ganhando do jogador argentino Diego Maradona. Os dois jogadores sempre são tema de discussões acaloradas entre fãs do esporte.

A tradição da camisa 10

Pelé criou tradição na Seleção Brasileira. Após usar a camisa 10 no time, o número passou a ser usado sempre pelo melhor jogador do time, não apenas brasileiro, como de todo o mundo. Mas vale lembrar que ele começou como camisa 9 no time, e mudou o número apenas a partir da Copa do Mundo de 1958.

Surgimento do termo "gol de placa"

Outra contribuição de Pelé para o futebol foi com o surgimento do termo "gol de placa", que nasceu após o seu gol no jogo Fluminense 1 x 3 Santos em 1961. O termo surgiu após um jornalista comentar que o gol "foi tão fantástico que merecia ganhar uma placa". E sua sugestão foi posta em prática: até hoje há uma placa de bronze no Maracanã para homenagear o gol.