A criação exata do teatro é uma incógnita para pesquisadores e historiadores. Por ser uma arte tão antiga, até hoje não se pode provar com certeza quando foi a criação ou apresentação dessa bela arte. Alguns estudiosos defendem a ideia de que qualquer afirmação sobre o tema não passa apenas de especulação.

Estudos avançados afirmam que a palavra "teatro" só surgiu na Grécia mais de 500a.C. A primeira teorização, com obra escrita, também vem da cultura grega com Aristóteles. A história do Teatro Grego é mundialmente conhecida, tendo diversas obras adaptadas até os dias atuais.

Três tragediógrafos gregos são estudados e reverenciados, tendo algumas de suas obras como as mais adaptadas durante os anos. Sófocles, escritor da obra Édipo Rei, e Eurípedes, autor de As Troianas, são alguns desses exemplos.

No Brasil

O teatro chegou ao Brasil por meio dos jesuítas portugueses como forma de domesticar os índios que aqui habitavam. Como na maioria das encenações da antiguidade, as ações eram de cunho religioso e tinham como objetivo catequizar e diminuir os conflitos com os "selvagens".

Os historiadores dão conta que os religiosos usavam os índios como atores e os faziam encenar, com isso, utilizavam suas histórias e tradições para que os nativos começassem a absorver e conhecer os princípios cristãos.

Teatro na atualidade

O teatro é o principal celeiro de atores e atrizes. Boa parte dos profissionais da dramaturgia começam a atuar nos tablados, e só depois passam para as televisões e cinemas. Não é difícil encontrar atores falando em entrevistas que sua grande paixão é o teatro, porém, pela falta de incentivo não podem viver apenas dessa arte.

O teatro não é uma arte tão apreciada pelos brasileiros como a dramaturgia em filmes e novelas. Muitos argumentam que os valores das peças são caros, afastando o público das sessões. Enquanto os produtores se defendem dizendo que o valor pago para montar um espetáculo e a falta de aporte financeiro fazem com o preço do ingresso fique mais caro do que outras opções de lazer.