Vestibular é como é conhecido o processo de seleção das faculdades para selecionar seus novos estudantes. Cada instituição tem liberdade para adotar seu próprio critério de avaliação e realização do exame de vestibular, porém, desde 2009, muitas faculdades decidiram unificar o processo e adotaram o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) como principal forma de ingresso.

As provas de vestibular englobam todo o conteúdo estudado durante o colegial, e tem como objetivo medir o nível de conhecimento do aluno durante seus anos de escola. Os exames são desenvolvidos normalmente por fundações ou comissões especiais que são instaladas apenas com essa finalidade.

Muitas pessoas consideram o vestibular uma forma injusta de acesso às faculdades. O principal argumento de defesa dessa tese é a de que todos os anos de estudo e o futuro dos alunos não poderia ser decidido apenas em um exame. Um dia ruim, ou a pressão muito grande durante a prova, poderiam causar uma perda de um ano na vida do estudante, tendo ele que esperar o novo processo de seleção da faculdade.

A proposta dos defensores desse argumento é que o Brasil adote o mesmo critério dos Estados Unidos, quando as notas dos anos de colegial, além do currículo escolar do aluno, deveriam ser a forma de ingresso. Eles consideram que assim os principais alunos, que mantém um preparo durante anos, teriam melhores possibilidades.

ENEM

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é uma prova realizada pelo Ministério da Educação (MEC) desde 1998. Porém, a versão atual da prova, quando aumentaram o número de questões e passou a ser aceita como exame de entrada nas universidades, foi instalada em 2009 pelo então ministro do MEC, Fernando Haddad (PT). O resultado obtido pelos alunos é registrado no Sistema de Seleção Unificada (SiSU), quando podem buscar as vagas nos cursos e universidades que desejam e se candidatarem.

O Enem é o segundo maior exame admissional do mundo, atrás somente do realizado para entrar no ensino superior chinês.