Filosoficamente falando e ao contrário do que muitas espécies (machos e/ou fêmeas racionais, claro) acham, os zumbis, assim como quem se qualifica e/ou especializa em roubar e/ou impedir a realização do bem existem sim, e estão por ai afora perambulando aos quatro ventos, a fim impedir o desenvolvimento e/ou o crescimento das pessoas como gente, como profissional, e oxalá como ser humano.

Dos conceitos sobre o significado de zumbi, segundo a crença popular afro-brasileira se trata de um tipo de fantasma [e/ou indivíduo] que opta por perturbar a si próprio e a seu próximo de forma atrapalhar a suposta paz das outras pessoas que estão a seu redor ao invés viabilizar o sossego, a tranqüilidade e/ou deixar que a(s) espécies continuem a dar de si o melhor à coletividade e/ou a todos que se importam com o progresso de uma forma geral.

Publicidade
Publicidade

Encontrar "zumbi" não é tarefa difícil como se imagina, principalmente em ambiente de trabalho, seja esse qual for. Quem ou o quê é, então, o "zumbi" nesse cenário? A resposta é simples: o "zumbi", nesse caso possui o nome de Acidente de Trabalho (AT) e/ou de Doença relacionada à Ocupação do indivíduo (DO), mas poderia ter outros nomes e/ou denominações, pois o universo, pelo que se percebe é imenso, e incontáveis são as estrelas ou possíveis vítimas e/ou candidatos ao AT e/ou a um tipo qualquer isolado e/ou combinado de DO. O que fazer, então, para evitar ser vítima desse tipo de "zumbi"? Complicada resposta.

Para algumas espécies, lugar de zumbi é no descanso eterno, e defendem que o local adequado é dentro das covas, das catacumbas e/ou dos mausoléus. Mas há pessoas que "acham" que o que impede a ação de um "zumbi" são as cruzes, os crucifixos de prata, os grãos de alhos, toco de carvalho cravado no coração etc.

Publicidade

Mas e nas organizações, o que fazer para não ser vítima de um "zumbi", ou seja, do AT e/ou da DO?

A resposta, nesse caso, pode não ser de difícil entendimento desde que, sobretudo, as pessoas interessadas, ou seja, todas as espécies da Alta Administração ao nível considerado como o mais simples REALMENTE se dediquem a evitar, a prevenir e/ou a expulsar o fantasma ou "zumbi" do contexto local, isso tanto no plano individual, quanto no plano coletivo. Verdade? Sim! Experimente dar sorte ao azar (ou zumbi) para você sentir a intensidade de uma dor atingindo o seu sossego, principalmente se ficar à míngua, sem poder continuar a exercer suas tarefas por causa de um AT e/ou de uma DO.

As palavras de até então podem até parecer aterrorizadoras, assombrosas, temidas, mas em se tratando da possível ação do "zumbí-corniano(a)" ou fantasma (AT/DO) no ambiente de trabalho, se pode dizer que essa forma de dissertação foi "espiritualmente" formulada para chamar a atenção à prevenção de danos à saúde e/ou danos físicos não somente de quem está terminando de ler esse texto, mas também das outras pessoas que estão a seu redor, em seu ambiente de trabalho.