O que parece uma substância inofensiva, esconde um plano maquiavélico criado para emburrecer a população e a deixar mais flexível ao controle mental e manipulação.

Quase ninguém sabe, mas não existem estudos que comprovam a eficiência do flúor no combate à cárie dentária. Ao contrário do que se pensa, o flúor é um gás extremamente corrosivo e altamente prejudicial à saúde.

Diversas pesquisas indicam que o flúor é responsável diretamente pela letargia, diminuição de QI, aumenta o risco de doença cardíaca, colesterol alto, depressão, aparecimento de manchas nos dentes, deformação do esqueleto, alteração da função renal, problemas respiratórios e pode ocasionar queimaduras graves em contato com tecidos vivos.

Publicidade
Publicidade

O flúor não é uma substância essencial para o ser humano, pelo contrário, ele leva riscos eminentes à saúde, nunca foi diagnosticado qualquer tipo de doença por deficiência de flúor.

Pra se ter uma idéia, a primeira produção de flúor foi para realizar a fabricação de uma bomba atômica, e as primeiras experiências de ingestão de flúor em humanos foram feitas em campos de concentração nazistas com o intuito de acalmar os prisioneiros.

As leis de fluoretação, embora contestadas, existem e a Organização Mundial de Saúde (OMS) considera essa arma biológica um medicamento e libera sua adição em nossa água, leite, sal, dentre outros alimentos.

Agora se pergunte por que eles nos obrigam a essa exposição frente uma substância tão nociva.

É isso mesmo que vocês estão pensando...

...eles estão nos envenenando!