Algum de vocês tem percebido a forma com a qual mulheres do mundo todo têm acessado e/ou se inscrevendo em sites de relacionamento à procura de homens brasileiro para amá-las, serem fiéis, companheiros, confidentes, parceiros, pais de família e, sobretudo, "homens" na vida delas? Pois é, além de perceber e analisar isso há bons tempos, embarquei nesse "trenzinho da felicidade", e garanto que estou me dando bem.

Interessante notar que se antes eram poucas mulheres acessando ou se inscrevendo [...], hoje se percebe centenas ou talvez milhares delas à procura de possíveis cavalheiros ou alguém que possa no mínimo estar ao lado delas não somente nos momentos de alegrias ou para alegrias, mas também nos momentos de adversidades entre as relações, por exemplo, os financeiros, os disciplinares etc.

Publicidade
Publicidade

Entre outras intenções, muitas, mas muitas mulheres estão procurando homens realmente capazes de acrescentar algo a mais nos poucos anos que é permitido ao casal viver JUNTOS aqui no planeta terra. Mas por que será que estão fazendo isso?

Se tal pergunta fosse direcionada à certa ciência e/ou conhecimento científico é possível que várias respostas seriam "tecidas", mas nenhuma, por certo seria capaz de realmente responder o que a humanidade tem perguntado em relação ao atual comportamento de homens e mulheres no mundo das relações. A chance de alguém querer apresentar uma ou mais possíveis respostas e/ou causas é elevada, principalmente pelas espécies que se acham entendidas do assunto. O fato é que muitas mulheres se voltaram nos últimos tempos à procura por um homem para completá-las.

Publicidade

Até quando isso vai ocorrer? Não se sabe e ninguém, se pode afirmar, encontra-se à altura de apresentar um conceito para essa questão, mas uma coisa é fato: isso já ocorreu na história da humanidade, e as conseqüências, de acordo com alguns registros não foram as melhores.

Enquanto isso que se cuide os procurados e/ou quem procura também. Há um provérbio e/ou dito popular que "vale mais um pássaro nas mãos" do que mil voando, o que não significa que se deve sujeitar a uma coisa qualquer. Para quê ter e/ou criar desavenças se é possível ser feliz em uma relação?

Entremeio às opções, por exemplo, várias doçuras da Ucrânia tem optado por encontrar um brasileiro para ser-lhes companheiro a vida toda. Mas porquê? Porque, segundo várias delas, "nóis" brasileiros somos bonzinhos; somos amantes; somos companheiros; somos confidentes; nos interessamos, sobretudo, à criação de uma família feliz. Será? Prefiro em defesa de meu bem estar e conviver social duradouro acreditar no que elas dizem, pois se verdade e/ou mentira, só por saber que ainda é possível encontrar alguém e ser feliz me basta. Oxalá mundo "bão".