Quando eu era criança sempre ouvi meu tio dizer que o desenvolvimento era necessário: criar cidades, grandes centros urbanos e industrias. Dizia ele "só que toda vez que fazem uma cidade, morre um rio".

No inicio da década de 70, ocorreu um grande desenvolvimento, parecia até uma brincadeira falar sobre esse assunto tão importante, preservar os rios e o meio ambiente. Então o tempo passou e hoje estamos vivendo essa triste realidade. Alguns anos atrás só comentavam sobre a seca do Nordeste, agora estamos vendo notícias e mais notícias sobre o Estado de São Paulo, onde no passado tinha chuvas constantes, água abundante.

Publicidade
Publicidade

Agora esse estado está enfrentando um grande racionamento, os reservatórios baixaram e há falta água nas torneiras dos paulistanos.

Precisamos de água para suprir várias necessidades do consumo todos os dias, pois mais de 70% do corpo humano é composto de água, e até quando haverá água potável? Nós estamos em uma grande crise de abastecimento, não só em São Paulo, mais em vários estados brasileiros.

Se não for feito alguma coisa urgente para a proteção dos mananciais, é real que os rios estão morrendo. Temos o exemplo dos rios São Francisco e Paracatu com nascentes em Minas Gerais, onde o rio Paracatu baixou no semestre passado mais de três metros.

Até quando iremos conviver com isso, ao mesmo tempo que observamos os grandes latifundiários e empresas, poluir as nascentes e desmatarem as florestas, sem nenhuma providência dos órgãos de fiscalização?

É responsabilidade de todos nós a manutenção dos rios, e todo meio em que vivemos.

Publicidade

A natureza é linda, sem a qual é impossível viver e temos que pensar também nas gerações futuras. Se não cuidarmos, o que irá acontecer com nossos netos? Será que ainda haverá água com abundancia daqui algumas décadas?

Em virtude dos fatos mencionados faz-se necessário a preservação desse bem comum, e que está se tornando raro, água limpa e potável. É importante que todos cuidem do meio ambiente da flora, como florestas nativas e matas ciliares nas margens dos rios. Acredito que num futuro bem próximo água para o consumo diário irá valer ouro.