Nos dias dezesseis e dezessete de Julho de dois mil e quatorze, o Conselho Municipal de Assistência Social, da cidade de Itajubá, estado de Minas Gerais, representada por seus conselheiros e Presidente, visitará as entidades de Assistência Social que solicitaram subvenção municipal para o ano de dois mil e quinze.

A subvenção municipal é um valor financeiro solicitado pelas entidades, para cobrir suas despesas do ano em curso.

Este valor deve ser justificado através de um Plano de Ação do ano que deverá evidenciar: finalidades estatutárias da entidade; objetivos; origem dos recursos; infra estrutura; identificação de cada serviço informando público alvo; capacidade de atendimento; recurso financeiro utilizado; recursos humanos envolvidos.

Publicidade
Publicidade

Além do Plano de Ação, outros documentos são solicitados pelo Governo Municipal.

Um dos critérios adotados pelo município para responder à solicitação de subvenção da entidade, é a sua inscrição no Conselho Municipal de Assistência Social, que é um órgão de controle social.

Para que a entidade esteja inscrita no Conselho, é necessário que ela já tenha apresentado anteriormente, ao órgão, documentos conforme Artigo Nono da Resolução número cinco de dezesseis de Maio de dois mil e dez do Conselho Nacional de Assistência Social.

As visitas já agendadas acontecerão para verificação "in loco" dos trabalhos prestados pelas entidades de Assistência Social.

Tal situação não deve ser visto como uma fiscalização, pelo contrário, como um estímulo.

Afinal, portas serão abertas, para que serviços, programas, projetos e benefícios socioassistenciais sejam levados à sociedade.

Publicidade

Deve ser motivo de grande satisfação saber que pessoas do "lado de fora" poderão conhecer seus trabalhos de perto.

Por outro lado, também os conselheiros sentirão bem, por terem a oportunidade de conhecer as entidades de Assistência Social.

A sociedade sendo inserida, através do Conselho Municipal de Assistência Social, do lado de dentro da entidade, não há como ter uma falsa idéia de seus serviços.

Além do que, é um bom motivo de dúvidas poderem ser sanadas, e experiências acontecidas ao longo do tempo, poderem ser levadas aos conselheiros.

O Presidente do Conselho Municipal de Assistência Social, João Eduardo Tanuri Rodrigues Hermisdorff, formado em Assistência Social, muito poderá auxiliar as entidades, por conhecer a Tipificação dos Serviços Socioassistenciais, documento lançado pelo Governo Federal.