Sou mãe de um portador de necessidades especiais e me orgulho muito disso. Meu anjo tem 15 anos atualmente. Não vou mentir dizendo que tudo foram flores no início: toda mulher grávida sempre pede a Deus que a criança seja perfeita e quando recebemos a notícia de que temos uma criança diferente é realmente um baque e tanto, é mesmo assustador. Eu olhava para meu filho, sentindo um amor enorme, acredito que até maior do que se tivesse um filho normal porque você pensa: provavelmente ficarei responsável por ele pelo resto da vida. A princípio eles parecem tão frágeis! Meu filho ficou por 65 dias internado, quase faleceu diversas vezes.

Mas depois, você vai aprendendo a conviver com isso, passa a aceitar seu filho e amá-lo exatamente como ele é.

Publicidade
Publicidade

Sofri muito, mas faria tudo novamente para ter esse ser e-s-p-e-c-i-a-l em minha vida.

ESPECIAL: não há mesmo outra palavra para descrever pessoas assim, tão amorosas e doces.

Para falar a verdade, às vezes o mocinho também fica nervoso, viu? Mas nada que não compense os abraços, beijos e declarações sinceras de amor todos os dias.

Um dia desses estava na sala assistindo TV, quando de repente meu filho sentou-se a meu lado, me abraçou e me disse: te amo tanto, e ficou me sufocando de beijos que eu nem consegui assistir mais nada. Ficamos sorrindo e conversando.

Não tenham dó de um pai ou mãe de uma criança especial. Não é um fardo, só posso comparar a um fardo se for de algodão, e digo mais, algodão doce!

Agradeço todos os dias a Deus por ter colocado esse anjo em minha vida.

Publicidade

Enquanto ele está aqui comigo, quantos filhos ditos perfeitos na adolescência nem sequer conversam ou respeitam seus pais? É muito triste pensar nisso.

Com relação ao termo perfeito, quem o é, não é mesmo? Todos temos defeitos, todos somos diferentes uns dos outros e aqueles que têm o privilégio de envelhecer também se tornarão deficientes de alguma forma com o tempo, portanto, deve-se ensinar os filhos a respeitarem os deficientes, pois um dia talvez precisemos que eles cuidem de nós com amor, respeito e paciência.