De acordo com algumas espécies (♂ e/ou ♀) formadoras de opinião e ao que tudo indica estão corretas, uma das formas de se evitar a geração de problema(s) é dialogar sempre, ou seja, se as espécies se empenharem em conversar pode ser que a maioria dos problemas sejam resolvidos afinal, conflitos, choques, confusões, etc., geralmente ocorrem ou por falta, ou por excesso de informação, mas a falta tende ser a maior causa de conflitos.

Mas nem toda forma de interagir, ou seja, conversar, dialogar, etc. é considerada forma assertiva de se entrar em acordo entre as espécies que dão parte de seu tempo para chegar a um acordo, por exemplo, existe uma seqüência de número cardinal (5), ou seja, cinco assuntos que não se recomenda colocar sobre a mesa, pois são considerados conflitivos, ou seja, geralmente ocorre polêmica entre quem se propõe a discursá-los, e para piorar a situação há registros, inclusive, de mortes, fraturas, etc., como resultado entre os sujeitos.

Publicidade
Publicidade

Quais são?

Os cinco assuntos são: política; religião; mulher dos outros; salário; e futebol. Claro é evidente que existem outros, principalmente relacionados ao grupo familiar, mas os citados são mais comuns de serem vistos e/ou escutados, pois são discursados mais abertamente.

- A política nem se fala, pois dessa sobressaem as conseqüências à sociedade em geral, e envolvem diversos interesses, por exemplo, dinheiro, primazia, vida, morte, escândalos, superfaturamento, engavetamento, roubalheira, etc., etc., e etc. e tal.

- A religião cada um tem a sua e geralmente deseja jogar pedra na da outra espécie porque "acha" que a que possui é a mais certa, e por ai afora vai a discussão. Interessante nessa questão é o jogo de interesses e o Registro Sagrado, onde o Registro Sagrado é um só;

- Mulher dos outros é outro problemão.

Publicidade

É melhor nem levantar os pormenores sobre essa questão, isso por medida de segurança.

- Salário..., hummmmm [...];

- Futebol. Esse então é universal. Dentre os objetivos corre o econômico, o político, e o pacificador de ânimos. Futebol talvez seja a maior das técnicas para fazer o povo esquecer o tempo real enquanto quem tem poder faz alguma atrocidade sobre o próprio povo [...].

Enfim é melhor parar a construção desse texto a fim evitar o surgimento de discussões sobre o assunto que, como foi dito é muito polêmico e por certo o leitor tem a sua opinião, mas é preciso pelo menos falar brevemente sobre tais assuntos para não se ficar á margem nos diálogos e/ou interações entre as pessoas, isso porque se tem uma coisa chata de se conviver é com "vaquinhas de presépio", ou seja, pessoas que só ouvem e balança a cabeça o tempo todo. Não é mesmo? Qual é sua opinião?

O diálogo ainda é a melhor forma de se evitar problemas.