Nos dias de hoje os pais não estão tendo muito tempo disponível para acompanhar os seus filhos nas tarefas escolares e isto acaba prejudicando o aluno no seu rendimento escolar.

As crianças precisam de cobrança, apoio na hora de fazer as tarefas e de muita paciência das pessoas que as ajudam no momento de cumprir com suas obrigações escolares. Utilizar jogos e músicas é a maneira mais fácil dos alunos assimilarem os conteúdos a serem estudados.

"O jogo é um recurso didático valioso, tem um valor formativo porque supõe relação social, interação. Por isso, a participação de atitudes sociais, respeito mútuo, solidariedade, iniciativa pessoal e grupal.

Publicidade
Publicidade

É jogando que se aprende valor do grupo como força integradora, da colaboração consciente e espontânea e o sentido de competição salutar". ( Haidt, p.175,1994)

Jogar é uma atividade natural do ser humano, por este motivo pensamos nos jogos como recurso para reforço da aprendizagem escolar.

A criança para se desenvolver não devia apenas olhar e escutar, mas agir e produzir. Ele considerava que os trabalhos manuais, jogos, as brincadeiras tem função educativa.

Existem jogos para aprendizagem da tabuada, história, geografia, etc. Além de motivar o aluno, ajudam na memorização, facilitando a aprendizagem dos conteúdos.

Ao cantar o aluno estará aprendendo a dominar o próprio corpo e memorizar a melodia.

Cantar, dançar, movimentar e improvisar já faz parte do cotidiano das crianças.

Publicidade

É importante observar o tipo de música que a criança canta.

Os jogos são importantes no reforço da aprendizagem escolar por que através deles as crianças terão que entender que jogo é solidário, tem que respeitar o momento da jogada do outro.

De acordo com o Guia curricular de Português (2007): O costume de contar histórias é antigo na #Educação. O bom contador de história deve conhecer a história que vai contar. Deve ser sensível a sua beleza, transmiti-la bem, despertar emoção, sentir prazer em contar história. As atividades com histórias fornecem oportunidades riquíssimas para promover o desenvolvimento linguístico e cognitivo das crianças.

A utilização dos jogos, histórias e brincadeiras como recursos didáticos na atividade de aprendizagem, envolve regras claras e ocultas e estas vão influenciar no desenvolvimento intelectual e social das crianças.

O brinquedo e a brincadeira traduzem o mundo para realidade infantil. Brincando a criança suaviza o impacto provocado pelo tamanho e a força dos adultos e do mundo que ainda desconhece.

A maior parte dos problemas de aprendizagem é resultado de falhas no ensino. Muitos alunos por classe. Professores mal formados e metodologias que deixam a desejar.

Ao ler, contar e dramatizar as histórias terá de verificar se as crianças estão sabendo interpretar as histórias.

Pais e professores devem ter os mesmos objetivos. Muitas vezes, a parceria não existe porque um empurra para o outro a responsabilidade dos problemas.